Negócios Sociais ou Negócios de Impacto? Entenda a diferença

Negócios Sociais ou Negócios de Impacto? Entenda a diferença

De acordo com um levantamento realizado pela Pipe Social, em 2019, existiam mais de 1000 negócios brasileiros voltados às causas sociais. Esse tipo de empreendedorismo está cada vez mais em voga, com empresas nascendo orientadas à solução de desafios socioambientais, com valores e objetivos voltados para essas causas, e outras já consolidadas se adaptando aos cenários, se mobilizando, e tendo o lucro não como foco principal do negócio mas como um meio para que a transformação positiva aconteça. Mas afinal, o seu negócio é um negócio social ou de impacto? Existe diferença entre eles? Como se classificar?

Segundo a especialista em Impacto Positivo, Gabriela Reis especialista em modelagem e estratégia de impacto positivo para negócios na Din4mo, do Grupo Anga&Din4mo, holding de serviços de implementação de cultura humanizada, capitalismo consciente e inclusão social, a diferença é sutil e podem ser dos mais variados ramos de atuação, que vão de saúde, educação e moradia a serviços financeiros e tecnologias verdes. “Um grande orientador para identificar se um negócio é social ou de impacto, independente da sua área de atuação, é verificar se ele tem como centro do negócio a oferta de soluções para os maiores desafios da sociedade e meio ambiente. E a agenda 2030 da ONU é um grande orientador, traçando os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável – os ODSs – que, se percorridos, têm o potencial de tornar o mundo mais justo, digno, inclusivo e sustentável”, afirma.

Negócios Sociais

Toda iniciativa empreendedora que busque uma solução a uma questão social ou ambiental, empreendimentos que combatem o trabalho escravo, produção de serviços e produtos mais acessíveis para a população, combate à pobreza e visam a geração de impactos positivos socioambientais. Todo lucro é utilizado para ampliar as atividades da própria empresa, garantindo o impacto social.

Negócios de impacto

É um modelo de empreendimento que oferece soluções escaláveis para problemas sociais e ambientais, como fortalecer a cidadania, direitos individuais, comércio justo, oportunidade de desenvolvimento, etc. Em grande parte essas operações são realizadas dentro da empresa, com potencial de escala, rentabilidade e distribuição de dividendos, gerando assim uma retenção do lucro.

Assim como as ONGS, os negócios sociais e de impacto nascem para resolver um problema da sociedade ou meio ambiente. Porém, assim como os negócios tradicionais, os negócios sociais e de impacto geram sua própria receita a partir da venda de produtos e serviços, sendo assim, são negócios que estão entre o 2º e 3º setor, no chamado setor 2.5.

A grande diferença entre negócios sociais e de impacto está na forma de utilização do lucro. Os negócios sociais, por premissa, reinvestem 100% do lucro no próprio negócio para ampliar impacto. Já os negócios de impacto distribuem todo ou parte do lucro para acionistas, muito com a visão de atrair recursos para viabilizar o crescimento do negócio.

Não existe melhor ou pior. São estratégias diferentes para transformar a sociedade.

Comments are closed