GPTW comemora 25 anos com crescimento dos negócios

GPTW comemora 25 anos com crescimento dos negócios

Ao completar 25 anos, o Great Place to Work, reconhecido como única consultoria global que apoia organizações a obter melhores resultados por meio de uma cultura de confiança, alto desempenho e inovação, amplia seus negócios no Brasil, evolui em sua metodologia para acompanhar as transformações do mundo corporativo, com a captura de indicadores que medem a velocidade da inovação e identificam os estágios da liderança das empresas e aponta a evolução das empresas nas últimas duas décadas e as tendências do mundo do trabalho

Mesmo com os desafios apresentados pela pandemia, o GPTW cresceu mais de 42% – melhor indicador dos últimos 13 anos e a previsão para este ano é crescer 49%. Os números são resultados da estratégia que inclui a formação de três startups, a consultoria para empresas, líderes e colaboradores em todas as etapas da vida profissional, e o incremento em sua metodologia reconhecida globalmente.

Startups Youleader, Weego e Jungle e Parters, rede de consultores parceiros compõe o ecossistema de soluções para transformar as empresas, líderes e pessoas

Segundo dados do GPTW, ótimos líderes geram um aumento de mais de 325% na disposição das pessoas em inovar, aumentam o índice de permanência de talentos de seus times em 128%, a produtividade cresce em 353% e a agilidade em 300%.  

Partindo dessa premissa, ao completar 25 anos a consultoria amplia seus negócios no Brasil com a criação de três startups: Weego, Youleader e Jungle para apoiar a estratégia de gestão de pessoas das empresas. Além disso, inaugura o Partners, uma rede de consultores parceiros por todo o Brasil, especializado nas novas marcas desse ecossistema, com o objetivo de estar mais próximo das empresas em todo o país.

Focada na capacitação e educação da liderança, a Youleader tem como principal missão transformar pessoas em líderes; a Weego, que nasceu totalmente digital, oferece um processo individualizado e contínuo para o desenvolvimento da liderança em todos os níveis e a Jungle, focada em promover a saúde mental, capacita lideranças, ofertando ferramentas e mentoria para os gestores lidarem com um dos maiores desafios atuais.

Com seis meses de existência, a Jungle já atendeu 15 empresas, impactando mais de 15 mil vidas indiretamente. A Weego, com 13 empresas no portfólio, já desenvolveu mais de 550 gestores e 6 660 colaboradores.

Levantamento do GPTW revela o índice de velocidade da inovação das empresas e avaliação dos estágios de liderança

A metodologia de sua pesquisa, que dá origem aos rankings de Melhores Empresas para Trabalhar GPTW, também entra na esteira de evolução e passa a capturar novos dados e análises, relacionados com a dinâmica atual do mundo do trabalho. Constatou-se que a capacidade de inovação das empresas está diretamente relacionada às características de sua liderança (estágio da liderança), ou seja, as empresas mais inovadoras têm os líderes mais alinhados aos seus propósitos, trazendo a estratégia do negócio para o dia a dia dos funcionários, criando um ambiente de confiança e propiciando que cada colaborador possa ser o seu melhor. Quando esse alinhamento acontece, os colaboradores encontram um ambiente que os estimula a inovar, alinhado à estratégia da empresa. A pesquisa passa agora, portanto, aferir esses índices de inovação, com a métrica IVR (índice de velocidade de inovação), e também a identificar os estágios da liderança nas empresas.

Evolução das empresas nas últimas duas décadas e as tendências do mundo do trabalho de acordo com o GPTW

Especialistas do mundo econômico afirmam que para projetar o futuro é necessário compreender a história. Neste contexto, o GPTW Brasil faz um breve retrospecto da gestão de pessoas e sinaliza as perspectivas futuras, a partir da experiência em gestão de pessoas conquistada com a análise anual de 4 mil empresas que representam cerca de 1,9 milhão de colaboradores. “A constatação principal é que, cada vez mais empresas brasileiras estão posicionando os seus colaboradores no centro da estratégia. Esse é um avanço importante para a difusão de melhores práticas, além de contribuir para a inovação das empresas brasileiras”, explica Ruy Shiozawa, CEO do Great Place to Work. Como exemplo, os colaboradores das melhores empresas para trabalhar no Rio Grande do Sul, em 2020 tem alto índice de confianças nos seus líderes para gerenciar as pessoas e administrar os negócios de forma em geral, sentem orgulho de exercer a profissão e trabalhar na empresa camaradagem entre os colegas de trabalho e presença de sentimento de equipe

Daniela Diniz, diretora de conteúdo e relações institucionais do Great Place to Work, com mais de 20 anos de experiência em temas como recursos humanos e gestão de pessoas, destaca algumas mudanças observadas pelo GPTW, no comparativo entre as décadas de 1997 a 2007 e 2010 a 2020 como, se na 1ª década os funcionários das empresas destacavam a importância de um pacote de remuneração “gordo”, na última, a qualidade de vida é valorizada, assim como, se a arquitetura/ design das empresas era um fator relevante, hoje o “anywhere office” é consagrado.

Para o futuro do mundo do trabalho, aponta algumas das principais tendências como a gestão personalizada, que oferece uma melhor experiência para o colaborador, diversidade e inclusão, possibilitando um ambiente de trabalho igual para todos, flexibilidade e mudanças nas relações do trabalho, com a adoção do trabalho remoto ou híbrido, a liderança passa do comando e controle para uma relação de confiança e mais independência e investimento em educação.

Comments are closed