XP Inc. cria nova linha de negócio e mira atender pelo menos 250 startups dentro de um ano

XP Inc. cria nova linha de negócio e mira atender pelo menos 250 startups dentro de um ano

A XP Inc. lançou nesta quarta-feira um hub de serviços para o ecossistema de startups, que fará o atendimento exclusivo a empresas de diferentes segmentos. O objetivo é acompanhar a jornada de crescimento desses negócios, com produtos e serviços sob medida, que vão desde produtos customizados até mesmo a mentoria de executivos de mercado e da própria XP. A meta é que dentro de um ano pelo menos 250 startups sejam atendidas pela nova célula de negócio.

O hub ficará a cargo da XP Empresas, braço de soluções corporativas da XP para pequenas e médias organizações. O foco será o atendimento a startups e scaleups de diferentes setores como fintechs, healthtechs, agritechs, dentre outras. 

“Vamos oferecer as soluções mais eficientes e disruptivas do mercado para ajudar a catalisar o avanço dessas empresas”, diz Jonas Paulo, head comercial da XP Empresas responsável pela iniciativa. “Com isso, também ajudamos a fidelizar a relação entre elas e a XP”, complementa. 

Entre os serviços oferecidos estão o de planejamento financeiro, sucessão, conta corrente, cartão, crédito, entre outras. Além disso, a XP irá oferecer um serviço de advisory, com alguns dos seus principais executivos, como, por exemplo, José Berenguer, CEO do Banco XP.

“Lançamos o hub já com uma base de 50 empresas no nosso radar, por já termos algum tipo de relacionamento dentro da XP. O objetivo é acompanhar a evolução de todas elas. Queremos estar juntos desses clientes na sua jornada de crescimento e desenvolvimento de negócio. Vemos muitas oportunidades cross aqui dentro da XP, de podermos oferecer serviços e produtos na medida que essas empresas vão ganhando tamanho em outras frentes em que temos excelência, como o Private Banking e o Investment Banking”, destaca Rodrigo Moreira, head da XP Empresas. 

Para participar do hub, as startups selecionadas terão de atender a alguns critérios, como o de ter, pelo menos, metade da receita originada de canais digitais, ter na tecnologia a principal ferramenta para endereçar as soluções para seu mercado alvo, possuir modelos de negócio com alta escala e outros atributos típicos deste ecossistema. 

Comments are closed