Alstom expande fábrica de Taubaté e abre mais de 700 vagas de trabalho

Alstom expande fábrica de Taubaté e abre mais de 700 vagas de trabalho

A Alstom, líder global em mobilidade inteligente e sustentável, está se expandindo rapidamente na América Latina após a assinatura de vários contratos nacionais e internacionais. A empresa vai abrir mais de 750 postos de trabalho no Estado de São Paulo para seus negócios de Rolling Stock (material rodante). Desse total, cerca de 700 posições serão abertas para atuação na unidade industrial da empresa, localizada na cidade de Taubaté (SP).

Para atender aos projetos, a Alstom está investindo cerca de €14 milhões em modernizações e adaptações da sua fábrica, com o objetivo de iniciar a produção dos novos projetos a partir de 2022.

Para capacitar os futuros profissionais que atuarão na produção dos mais de 130 trens, sendo mais de 750 carros, a Alstom assinou uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI Taubaté. O anúncio foi feito nesta manhã e contou com a presença do Governador de São Paulo João Dória, do Secretário Estadual dos Transportes Metropolitanos Alexandre Baldy, do presidente do Senai Taubaté, Fernando Gonçalves, além de outros representantes estaduais, municipais e da iniciativa privada, como empresas clientes Acciona e CCR.

O alto número de vagas visa executar os contratos firmados com a Concessionária Linha Universidade (Linha Uni), responsável pela Linha 6-Laranja de metrô de São Paulo, e com a Concessionária ViaMobilidade, que venceu a licitação das Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda do Sistema de Trens Metropolitanos de São Paulo. Além desses dois projetos nacionais, a Alstom também fabricará na unidade de Taubaté os trens para a fase dois da Linha Circular e para a extensão da Linha 7 do Metrô de Taipei, em Taiwan, além da nova linha M5 do Metrô de Bucareste, na Romênia.

Serão capacitados 600 profissionais pelo SENAI Taubaté a partir janeiro de 2022. Entre os conteúdos estão Fundamentos Básicos de Mecânica e de Logística, Fundamentos dos Processos de Fabricação e Fundamentos da Qualidade e Segurança. Dos profissionais capacitados, cerca de 500 serão contratados de forma gradual até janeiro de 2023 pela Alstom ou por empresas parceiras para atuarem nos projetos. Os demais, poderão ser contratados posteriormente pela própria companhia ou por qualquer outra empresa da região.

Entre as principais vagas disponíveis na Alstom Taubaté estão ajudantes, operadores e montadores. “Além do investimento na modernização e adaptação de nossas instalações, este é também um investimento em pessoas. A Alstom está comprometida em apoiar as comunidades locais por meio de parcerias como essa com o SENAI e ajudar a movimentar a economia regional de onde está presente”, diz Ricardo Koga, diretor geral de Recursos Humanos da Alstom América Latina.

Presente no evento, Alexandre Baldy, Secretário de Transportes do Estado de S. Paulo, ressaltou que a indústria da mobilidade possui diversos projetos e obras em curso que abrem oportunidades para a região de Taubaté.

João Doria, governador do Estado de São Paulo, também esteve no evento da Alstom em Taubaté e ressaltou a parceria com a companhia é “percursora de mais empregos e mais oportunidades que melhoram a economia do Estado de São Paulo. Serão mais de 700 trabalhadores em Taubaté mais 50 na filial localizada na capital”.

De acordo com Fernando Gonçalves, diretor do SENAI Taubaté, “A indústria mecânica sempre foi um impulsionador das nossas atividades da economia do Estado de São Paulo e, principalmente, na nossa região, inclusive a Alstom em que atuamos como parceiros de longa data no Projeto Maravilha com curso pré-requisito para atuar na fabricação do VLT para as Olímpiadas do Rio”

Para Michel Boccaccio, Vice-Presidente Sênior da Alstom para a América Latina, “com 65 anos de Brasil recém comemorados, é de extrema importância e satisfação para a Alstom poder continuar impactando positivamente a vida das pessoas. Investir no país e saber que a empresa é a responsável pela mobilidade de milhões de pessoas em grandes cidades como São Paulo e seu entorno, além de Taipei e Bucareste, é motivo de grande orgulho para todos os funcionários da Alstom no Brasil”. O executivo também reitera que ter parceiros como SENAI, CCR, Acciona e tantos outros cria excelentes oportunidades para a comunidade e demonstra como educação, treinamento e indústria podem trabalhar juntos para criar a força de trabalho do futuro.

Projetos

Os cinco novos projetos que serão fabricados na unidade da Alstom em Taubaté estarão em produção entre final de 2021 e meados de 2028.

Linhas 8 e 9 da Rede de Trens Metropolitanos de São Paulo: A Alstom fornecerá 36 trens Metropolis, com oito carros cada .

Linha 6-Laranja de metrô de São Paulo: A Alstom fornecerá 22 trens Metropolis, com seis carros cada.

Metrorex, Metrô de Bucareste, na Romênia: o contrato é para o fornecimento de 30 trens, sendo 78 carros ao todo, para atender a nova linha M5.

Extensão da Fase 2 da Linha 7 do Metrô de Taipei, em Taiwan: Fornecimento de 16 trens Metropolis de quatro carros cada totalmente automatizados.

Linha Circular de Taipei: Alstom Taubaté produzirá 29 trens Metropolis totalmente automatizados com quatro carros cada.

Alstom Taubaté

Inaugurada em 2015, a unidade industrial da Alstom em Taubaté foi estrategicamente instalada em um polo industrial ao lado de duas importantes rodovias do país, a Dutra e a Carvalho Pinto, e próxima ao Porto de Santos, o maior complexo portuário da América Latina.

Em 2015, a Alstom Taubaté iniciou a produção dos carros para o VLT carioca, que foram fabricados em tempo recorde para as Olimpíadas de Verão no Brasil. O projeto foi o segundo no mundo a ter um sistema 100% livre de catenária.

Após a conclusão do contrato do VLT, a unidade foi responsável pela produção dos carros do NS16 para o Metrô de Santiago, no Chile. Agora, com os atuais investimentos e após a transferência das atividades e de boa parte da instalação da antiga unidade da Alstom Lapa, que foi a primeira fábrica de trens da história do setor ferroviário da América Latina, a Alstom Taubaté passa a ter a infraestrutura para se tornar referência no mercado latino-americano, se preparando para um futuro próspero e repleto de oportunidades, tanto nacional como internacionalmente.

Comments are closed