Desafio Turistech Brasil com inscrições abertas para revelar os projetos mais inovadores do turismo brasileiro

Desafio Turistech Brasil com inscrições abertas para revelar os projetos mais inovadores do turismo brasileiro

Projeto é realizado por MTur e Wakalua, em colaboração com a OMT, e apoio do MCTI e do Sebrae. Este ano, podem se inscrever projetos de startups, empresas, destinos e academia. Startups finalistas ganham viagem para FITUR 2022 e acesso a um programa de aceleração em Madri.

O Ministério de Turismo (MTur) lançou na última segunda-feira (27.09) o Desafio Turistech Brasil, em parceria com o Wakalua Innovation Hub, primeiro polo global de inovação em turismo, em colaboração com a Organização Mundial do Turismo (OMT), agência da ONU dedicada ao setor. A competição é uma segunda edição ampliada do Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo, realizado pela primeira vez em 2020. O projeto conta ainda com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e do Sebrae.

Este ano, o propósito é revelar os projetos e as pessoas mais inovadoras do turismo brasileiro, servindo de inspiração e referência para a transformação do setor. No ano passado, o desafio identificou soluções para a retomada do turismo através de projetos de base tecnológica que respondam tanto a necessidades imediatas do contexto pós-pandemia, quanto aos principais desafios do setor.

Não só startups: destinos, academia e empresas

Por isso, este ano, o Desafio Turistech Brasil é mais amplo, não restrito apenas a startups como no ano passado. São aceitas inscrições de projetos inovadores de quatro categorias: Startups, Destinos, Academia e Empresas. As inscrições estarão abertas no site da competição até 1º de novembro.

Os projetos mais bem colocados na classificação geral do Desafio recebem visibilidade nacional e internacional através dos canais de comunicação do Wakalua, do MTur e de seus parceiros e a oportunidade de apresentar seus projetos a líderes do setor turismo no Brasil durante o evento final da competição, em data a ser anunciada no website.

No caso de startups, as 10 melhores classificadas recebem a oportunidade de se associar ao Wakalua, tendo acesso aos seus programas de formação, mentoria e conexão com seu network de investidores, corporações e parceiros institucionais, pelo período de 12 (doze) meses. Também serão classificadas às semifinais da quarta edição da UNWTO Tourism Startup Competition, prevista para 2022, competição global de startups de turismo promovida pela OMT em parceria com Wakalua. Além disso, a startup vencedora ganha uma viagem a Madrid para um programa de formação de 1 semana, e participação na FITUR 2022, a maior feira de turismo do mundo.

A competição é parte de uma colaboração entre MTur e Wakalua para estimular a inovação em turismo no Brasil, melhorando a competitividade do turismo brasileiro através da transformação digital de organizações públicas e privadas. O projeto prevê a instalação de um hub dedicado ao setor no país. Desde abril foram realizados um mapeamento do ecossistema e uma estratégia plurianual de inovação em turismo que está atualmente em consulta pública até 30 de outubro.

Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, a iniciativa se somará às ações desenvolvidas pelo governo federal em prol da transformação do turismo como um todo. “Com a pandemia e a consequente mudança de hábito na população, principalmente no mercado de viagens, verificamos um turista cada vez mais antenado às novas tendências de inovação e tecnologia. Essa competição vem para suprir esta necessidade e ajudar o nosso setor a gerar emprego e renda para os brasileiros”.

Para Natalia Bayona, Diretora de Inovação, Educação e Investimentos da OMT, “Ao lançar a segunda competição de startups Turistech, o Brasil mostra seu compromisso em tornar o turismo mais forte, inteligente e ágil. Novas ideias ajudarão o turismo a aproveitar seu potencial como motor de desenvolvimento para todos, no Brasil e nas Américas.”

Líderes avaliam projetos

As startups e projetos de Destinos, Academia, e Empresas, poderão se inscrever em uma das seguintes temáticas: 1) Digitalização de negócios e destinos turísticos; 2) Personalização de Experiência; 3) Destinos inteligentes; 4) Marketing digital / promoção de destinos; 5) Impacto Social/Ambiental; 6) Turismo em áreas naturais; 7) Experiência do turista digital; 8) Nomadismo Digital; 9) Vistos e controle de acessos; 10) Domótica e automatização; 11) Inserção digital de pequenos negócios; 12) Desenvolvimento sustentável; 13) Economia circular; 14) Gestão e operação inteligente; 15) Economia Criativa no Turismo.

Os projetos podem ser relacionados com quaisquer pontos da cadeia de valor do turismo, podendo ser destinado ao turista, empresas, setor público, academia ou comunidades.

A avaliação dos projetos será realizada por líderes do turismo e da inovação no país. A seleção final será anunciada no final do mês de novembro. Serão avaliadas Startups e projetos de Destinos, Academia e Empresas segundo a sua natureza inovadora, grau de desenvolvimento, perfil e histórico da equipe, sustentabilidade e contribuição para o desenvolvimento social, e claro, sua contribuição ao setor e impacto potencial no turismo brasileiro.

A competição será realizada totalmente online. Os detalhes sobre o evento final serão anunciados no site.

Brasil foi vencedor na 3a edição da competição global da OMT em 2020 e busca ampliar ecossistema turistech nacional

A participação brasileira foi destaque na 3a edição da competição UNWTO Tourism Startup Competition, que em 2020 teve um foco nos objetivos de desenvolvimento da ONU. Foram avaliados mais de 10 mil projetos de 135 países. O Brasil chegou à semifinal com 2 projetos e terminou com uma vencedora no ODS de Igualdade de Gênero (ODS 5 Gender Equality). A vencedora, Jussara Botelho, CEO da Sisterwave, comenta que ” O Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo [de 2020] nos trouxe maior visibilidade e reconhecimento nacional, e nos trouxe também contatos internacionais e foram importantes pontos de partida para o processo de internacionalização da nossa startup”

Até 2020, nenhuma iniciativa do país classificou-se entre os 100 melhores projetos. Este ano, o Desafio Turistech Brasil, de âmbito nacional, possibilita promover a indústria do turismo por meio da inovação, oferecendo oportunidades para que startups, empresas, academia e organizações públicas e privadas relacionadas com a gestão de destinos turísticos de todo o Brasil apresentem seus projetos, fornecendo aos vencedores uma série de benefícios expostos a seguir.

O Desafio faz parte de um conjunto de iniciativas liderados pelo MTur, em parceria com o Wakalua, para desenvolver o ecossistema de empreendimentos inovadores em turismo no Brasil, conectando-o ao ecossistema global e com os programas da OMT, e promovendo soluções para os principais desafios do setor.

Desafio Turistech Brasil

turistech.turismo.gov.br

Prazo de inscrições: até 1 de novembro de 2021

Prêmios: Para startups, associação de 12 meses ao Wakalua Innovation Hub, viagem a Madrid para a FITUR 2022, uma semana de aceleração e classificação direta às semifinais da Global Startup Competition de 2022 da OMT.

Comments are closed