PMI compartilha orientações de como ser resiliente no ambiente de trabalho em tempos de crise

PMI compartilha orientações de como ser resiliente no ambiente de trabalho em tempos de crise

Ricardo Triana, diretor-geral do Project Management Institute para o Brasil e a América Latina, explica os benefícios de estabelecer relações de confiança para um ótimo desempenho, mesmo em tempos de incertezas

A pandemia de covid-19 apresentou uma realidade completamente diferente para a vida e o trabalho das pessoas ao redor do mundo. Nesse período, a resiliência se tornou palavra-chave para as equipes de empresas dos mais diversos setores. Mas como isso é possível em uma realidade inédita e que gera incertezas sobre o que virá?

Como autoridade mundial em gerenciamento de projetos, o PMI (Project Management Institute) capacita as pessoas a transformarem as ideias em realidade, preparando organizações e indivíduos para trabalharem de maneira mais inteligente em um mundo dinâmico e em constante mudança.

Ricardo Triana, diretor-geral do PMI para o Brasil e a América Latina, compartilha informações valiosas de como ser resiliente no ambiente de trabalho, otimizando os recursos profissionais e garantindo o bem-estar em tempos difíceis.

1. Aceite a realidade. O primeiro passo é aceitar as coisas como elas são. Veja, por exemplo, o que está acontecendo atualmente. Podemos discutir as causas do vírus, se a economia é uma prioridade, a necessidade de quarentena global ou uma série de outros argumentos. O que não podemos negar é que, hoje, muitas empresas fecharam, são milhões de mortos e a economia ainda não se recuperou. O processo de aceitar a realidade é muito importante para enfrentar os períodos de adversidade e transformações.

2. Viva no presente. Para viver, preciso agir, assumir o controle da situação em minhas mãos e fazer o que for necessário para abrir o caminho para esse futuro tão almejado. Devo aprender a gostar da estrada e a viver intensamente o que tenho hoje.

3. Conheça-se. É necessário entender quem eu sou, conhecer meus pontos fortes e fracos e saber o que quero alcançar ou aonde quero chegar. Se eu me conheço, posso transmitir claramente até aonde posso ir, com o que posso contribuir e em que áreas preciso de ajuda.

4. Reconheça a importância dos grupos de apoio. Os grupos podem ser formados por amigos, familiares, nossa equipe de trabalho e outros profissionais da área. Esses grupos nos permitem recorrer a alguém quando sabemos que não temos todas as respostas. Ao estabelecer confiança com as pessoas ao meu redor, posso examinar objetivamente diferentes pontos de vista, obter uma compreensão mais ampla e manter as informações que são relevantes para a tomada de decisão.

“Minha recomendação é que o profissional coloque essas quatro premissas em prática. E lembre-se: você não está sozinho. As crises nos fazem reconhecer que fazemos parte de algo maior e que todos temos objetivos semelhantes”, diz Ricardo Triana.

Veja também: Brasileira 4Results e americana Planisware anunciam parceria para acelerar transformação digital de empresas com base em gerenciamento de projetos

Comments are closed