GreenV, startup de mobilidade elétrica, recebe aporte de R$22 milhões de fundo americano

GreenV, startup de mobilidade elétrica, recebe aporte de R$22 milhões de fundo americano

A GreenV, mobilitytech que desenvolve tecnologias inteligentes em mobilidade elétrica, recebeu um aporte de R$22 milhões de um fundo americano. A empresa é liderada pelos fundadores Junior Miranda e Marcos Nogueira, além do sócio Mauro Amaral, CEO da Aceleradora 10X Digital, um dos principais especialistas em construir e escalar startups de tecnologia e negócios digitais no país. 

A startup nasceu dentro da AZ Energy, empresa referência em eletromobilidade no Brasil e líder em instalação de pontos de recarga no país. A empresa, que já conta com 1.500 pontos e está presente em 23 Estados, quer ampliar sua presença significativamente até 2025. Com o investimento, a GreenV, que passa a ter um valuation (valor de mercado) de R$88 milhões, tem como principal objetivo escalar o mercado brasileiro e ampliar sua oferta de serviços e soluções em tecnologia para mobilidade em todo o país. 

“Após focar e nos especializarmos em eletromobilidade, o nosso faturamento cresceu mais de 40 vezes em apenas três anos. Assim, este ano, nasceu a GreenV, uma startup focada exclusivamente em soluções de mobilidade elétrica. Existe uma demanda exponencial e muitas oportunidades neste segmento. ”, afirma Junior Miranda, CEO da GreenV.  

No portfólio de clientes da mobilitytech está, por exemplo, a Porsche. A startup é a responsável pela instalação de infraestrutura de recarga para veículos elétricos da marca alemã em todo o território nacional. Vale lembrar, que a montadora de alguns dos esportivos mais desejados do mundo, lançou esse ano seu primeiro modelo 100% elétrico, que já é o mais vendido do Brasil. De acordo com dados da Mobiauto, o Porsche Taycan vendeu 170 unidades nos primeiros quatro meses de 2021.    

Além disso, a startup é value provider da ABB, empresa líder mundial na fabricação de carregadores de carga rápida e fornecedora da Enel X, braço de mobilidade elétrica da multinacional italiana Enel, que desenvolve projetos de eletromobilidade para a Nissan, Mercedes e VEC Itaú.

O aporte acontece num momento favorável para o mercado de elétricos no país. Segundo a ABVE – Associação Brasileira de Veículos Elétricos, as vendas de carros elétricos e híbridos no Brasil tiveram o melhor quadrimestre da história. No período de janeiro a abril de 2021, foram emplacados 7.290 veículos eletrificados, um aumento de 29,4% sobre o mesmo período do ano passado.

Com o investimento, a empresa tem planos de consolidar o protagonismo no mercado brasileiro e sanar uma dor frequente dos donos de carros elétricos: a preocupação com a falta de pontos de recarga. “Os consumidores estão cada vez mais preocupados com as questões ambientais. Porém, se de um lado as empresas com potencial para eletrificar suas frotas querem eficiência, por outro, os donos buscam alta performance”, destaca Junior Miranda, CEO da GreenV. 

O projeto da GreenV vai de encontro ao relatório “O caminho da descarbonização do setor automotivo no Brasil”, produzido pela Anfavea e BCG e divulgado em agosto. O documento aponta que a expansão da frota de carros elétricos no país está intrinsecamente ligada à expansão dos pontos de recarga. O estudo afirma que é necessária a instalação de 150 mil carregadores, o que demandaria um investimento na ordem de R$14 bilhões até 2035. 

Além do aumento de pontos de recarga, a startup já tem em seu planejamento estratégico de desenvolvimento mais de 70 inovações que serão lançadas no mercado brasileiro até 2025, com base na Metodologia da Aceleradora de startups 10X Digital. “Após mais de um ano de planejamento, estudo do mercado global e entendimento das principais necessidades do mercado nacional suportado pela nossa experiência em automação, IOT e mobilidade, estamos seguros que traremos o que há de melhor em soluções de eletromobilidade no mundo para o Brasil”, finaliza Miranda. 

Comments are closed