Startup byebnk recebe aporte da Via e leva tecnologia para mercado financeiro

Startup byebnk recebe aporte da Via e leva tecnologia para mercado financeiro

Startup de investimentos em criptomoedas descentraliza e simplifica acesso a moedas virtuais com inovação, informação e educação financeira; plataforma amplia atuação

O aporte da Via – a antiga Via Varejo – na startup de investimentos em criptoativos byebnk não foi à toa. A startup domina uma tecnologia de vanguarda – a blockchain – capaz de mudar profundamente o mercado financeiro. “Queremos cuidar do ativo mais valioso do investidor – seu tempo. Por isso criamos uma plataforma simples, direta e rápida”, diz Rodrigo Carneiro, sócio da byebnk.

Para a Via, detentora da conta digital banQi, a participação na byebnk é estratégica para o fortalecimento e diferenciação dos varejistas concorrentes. “A Via embarcou no propósito de educação financeira da byebnk e na inovação nesse mercado tão conservador. Acreditamos no poder de transformação da economia comportamental e queremos impactar a realidade das pessoas”, afirma o publicitário.

A byebnk foi criada em 2020, quando o especialista em finanças Bruno Capelão e o advogado Theo Lamounier perceberam as dificuldades e dúvidas que os amigos tinham para investir em criptomoedas. “A partir daí, decidiram dividir o conhecimento com outras pessoas e descentralizar os serviços através de tecnologia de ponta e com uma plataforma própria, sem interferências externas em relação aos produtos oferecidos”, conta Carneiro, que se juntou à dupla.

Com R$ 500, o cliente já consegue criar uma carteira e investir no mercado de ativos digitais, com apoio dos especialistas da byebnk e acompanhamento das transações pelo app. No primeiro ano, a startup conquistou 10 mil usuários e estima chegar a 700 mil clientes, com movimentação de R$ 3,5 bilhões até 2025, ao lado da Via.

Após o aporte, a byebnk se prepara para ampliar a atuação e ser também uma facilitadora de pagamentos internacionais. “Nascemos para ser uma plataforma de investimentos acessível e transparente, que conecta os clientes de uma maneira mais simples e rápida, por um Pix, aos principais ativos globais”, afirma Carneiro.

Comments are closed