Paketá levanta R$ 27 milhões em rodada série A liderada pela Kinea Ventures, do Itaú

Paketá levanta R$ 27 milhões em rodada série A liderada pela Kinea Ventures, do Itaú

A Paketá , fintech que oferece crédito consignado para colaboradores em uma plataforma 100% digital, acaba de levantar uma rodada série A de R﹩ 27 milhões, liderada pela Kinea Ventures, fundo de Venture Capital do grupo Itaú Unibanco, com participação da Shift Capital, gestora Venture Capital que já havia liderado a rodada Seed. O valor será utilizado para escalar a operação e investir em novos produtos e tecnologia.

“A Paketá vive um momento de escala acelerada. No ano passado, crescemos 627% e, este ano, fechamos o primeiro semestre com crescimento de 270%. Temos a intenção de acelerar estas 3 frentes e agregar outros produtos e serviços também no modelo B2B2C”, afirma Fabian Valverde, CEO da Paketá, que enfatiza: “Queremos transformar o setor com uma tecnologia de ponta e investir em pessoas para crescer de forma sustentável. Essa rodada nos traz a certeza de que estamos no caminho certo e traz um selo de confiabilidade, reforçando a reputação já conquistada na nossa base de clientes”.

Fundada em 2018 por Fabian Valverde e Rafael Queiroz, a empresa nasceu com o propósito de simplificar a rotina dos profissionais de recursos humanos ao disponibilizar uma ferramenta que auxilia na gestão do benefício de crédito consignado e, na outra ponta, democratiza o acesso para os colaboradores com taxas mais baixas e condições melhores de pagamento.

A fintech possui três modelos estratégicos: o end to end, no qual atua de ponta a ponta, desde alocação de capital, relacionamento com os RHs, atendimento aos colaboradores; o CaaS (consignado as a service) e o SaaS (software as a service), em que a fintech oferece a plataforma, infraestrutura e tudo que é necessário para que os parceiros possam alocar recursos, de forma simples, no produto de crédito consignado para funcionários de empresas. No modelo de SaaS a Paketá também presta serviços para Bancos que utilizam a plataforma no modelo White Label. “Nosso modelo permite o acesso a crédito consignado para empresas de todos os tamanhos. Em alguns momentos com a marca da Paketá e em outros momentos com a marca dos Bancos e empresas parceiras”, destaca Rafael Queiroz, CSO da Paketá.

Mantendo seu foco em buscar soluções inovadoras e com um bom grau de maturidade, o Kinea Ventures enxerga uma oportunidade valiosa na parceria: “O mercado de consignado privado ainda é pouco desenvolvido no Brasil quando comparado ao consignado público, principalmente pela dificuldade operacional enfrentada por empresas e instituições financeiras ao buscarem estruturar este tipo de operação”, explica Philippe Schlumpf, head do Kinea Ventures.

Este investimento é mais uma prova da linearidade em torno dos aportes realizados pelo fundo, que busca impulsionar empreendedores e suas startups no setor de serviços financeiros e tecnologia. “A Paketá tem se destacado ao fornecer às empresas do setor privado uma plataforma que permite com que as mesmas, de forma simples e ágil, passem a ofertar aos seus colaboradores os benefícios de acesso a crédito consignado e a conteúdos de educação financeira, contribuindo para o aumento do seu bem-estar financeiro. Por fim, vemos muito potencial em uma agenda associativa entre a Paketá e o Itaú”, afirma Philippe.

A Paketá está em estágio avançado de negociações com mais Bancos para disponibilizar sua plataforma para que as instituições financeiras possam atuar no mercado de crédito consignado com robustez e uso intensivo de dados. “Além de possibilitar escalar a alocação de capital de forma mais assertiva e eficiente, a tecnologia da empresa permite que as instituições financeiras se digitalizem e tenham mais dados de seus clientes, aumentando o engajamento com sua base. Isso tem chamado a atenção de diversos players”, afirma João Maia, sócio da Shift Capital. Em sua estratégia, além do uso intensivo de tecnologia, a empresa inova com o Crédito Contextualizado e Plataforma de Bem-Estar financeiro, aproximando o uso consciente de crédito com o momento de vida de cada funcionário.

Atualmente, a Paketá conta com mais 70 pessoas na equipe, com projeção de fechar o ano com 100. A fintech atende cerca de 1.300 empresas conveniadas e, em 5 anos, espera atender um universo de milhões de pessoas em todo o Brasil. “O mercado passou a nos enxergar como uma empresa de tecnologia no mercado de crédito para funcionários de companhias privadas. Acreditamos que há uma oportunidade muito grande neste segmento e, de fato, desde o início nos mantemos focados nesta direção. Tem muita novidade interessante vindo pela frente”, conclui Valverde.

Comments are closed