Alfa finaliza com sucesso operação de R$ 38 milhões para startup

Alfa finaliza com sucesso operação de R$ 38 milhões para startup

Consolidando sua expansão no mercado de capitais, o Alfa comunica a realização de mais uma operação de destaque no segmento. A instituição foi a responsável pela coordenação da emissão de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) de cerca de R$ 38 milhões para a empresa FINPEC, primeira fintech do setor pecuário do Brasil. 

Fundada em 2018, a FINPEC vem revolucionando os investimentos na área pecuária por meio de uma estratégia de negócio que alia agro, finanças e tecnologia. Apostando em um modelo de atuação light asset, a companhia usa estratégias inovadoras de diversificação geográfica, remuneração por performance e novas tecnologias de monitoramento dos animais, com uso de câmeras e microchip, para tornar o processo de confinamento e engorda de gado mais seguro e rentável. 

Francisco Perez, diretor de Novos Negócios, responsável pelo Hub de Inovação Alfa Collab e pela área de ESG do Alfa, explica que a FINPEC foi uma das primeiras empresas a participar do programa Alfa Collab, iniciativa de inovação aberta e corporate venture capital do Conglomerado Alfa com foco na realização de negócios com startups que já conta com 13 empresas no programa.

Já o diretor-executivo de Corporate & Investment Banking do Alfa, Augusto Martins, comenta: “Em virtude dessa proximidade, já conhecíamos as inovações que a FINPEC vinha realizando no setor pecuário. Por isso, alinhando a expertise do Alfa na estruturação dessas operações inéditas no mercado brasileiro ao sistema disruptivo e promissor da empresa, já tínhamos plena confiança que a captação por meio do CRA obteria o sucesso”.

E o CEO e sócio fundador da FINPEC, Fernando Sartori, destaca que um dos objetivos principais da empresa é tornar o processo de engorda de bois em confinamento mais sustentável, seguro e rentável para os investidores.

“Estamos obtendo excelentes resultados por meio do uso de inteligência artificial e aplicação de novas tecnologias de monitoramento, o que nos permite acompanhar desde o alimento que é disponibilizado aos animais até o peso de cada boi”, salienta o executivo. “E não tenho dúvida de que isso, aliado ao trabalho desenvolvido pelo Alfa, foi fundamental para obtermos uma captação com esse volume, que é o maior da nossa história”.

Esse novo CRA coordenado pelo Alfa complementa a série de operações inéditas que a instituição vem realizando no mercado. Em julho, o Alfa foi o responsável pela emissão dos Certificados de Recebíveis do Agronegócio efetuada pela multinacional norueguesa de fertilizantes Yara, que totaliza montante superior a R$ 255 milhões.

Ainda em julho, o banco coordenou também a maior emissão de debêntures na história da companhia Copel Distribuição, que alcançou um volume de R$ 1,5 bilhão.

Comments are closed