Senior Sistemas anuncia novo Diretor de Agronegócios

Senior Sistemas anuncia novo Diretor de Agronegócios

Com uma trajetória de mais de 20 anos desempenhando várias posições ao longo da sua carreira na Senior Sistemas, Fernando da Silva assumiu essa semana o cargo de Diretor de Agronegócios na empresa.

Fernando entrou na Senior em 1996 como Analista de Sistemas, cargo que ocupou até o ano de 2010, quando assumiu a função de Executivo Técnico de Negócios. No ano seguinte, 2011, passou a ocupar o cargo de Head de ERP, atividade na qual atuou até o momento.

Com essa promoção, ele passa a assumir o desafio de dar continuidade ao crescimento da companhia e contribuir com o claro posicionamento para o setor do Agronegócio.

“Tenho um grande desafio de consolidar a estratégia da Senior de atuação segmentada. Pra mim uma grande oportunidade também de aprendizado e evolução de carreira”, destaca Fernando.

Agronegócio não para de crescer

O agronegócio tem sido um dos setores com melhor desempenho na economia brasileira e em 2021 esse vem investindo forte em tecnologia. Dados do Instituto da Confederação Nacional de Agropecuária (ICNA) em Brasília afirmam que a expectativa dos investimentos tecnológicos gira em torno de 4% a 5% da participação no PIB brasileiro para esse ano.

Atualmente, 7 das 10 maiores cooperativas do agronegócio utilizam tecnologia da Senior. Focada na realidade da conexão de dados na cadeia do agronegócio, as tecnologias especialistas da companhia são desenvolvidas para ajudar a melhorar a rentabilidade e a performance dentro e fora da porteira.

” Na Senior temos como objetivo criar soluções completas para toda a cadeia do segmento. Conhecemos as variáveis enfrentadas por este mercado e a partir de agora estarei atuante no objetivo de reunir nossa experiência para extrair e conectar dados que suportem as decisões estratégicas e melhorem a eficiência operacional e a rentabilidade de todos os negócios ligados ao setor no país”, finaliza Fernando.

Senior em crescimento exponencial

A Senior Sistemas fechou o primeiro semestre do ano com um faturamento de R﹩ 295,4 milhões, o que representa 40% a mais do que o mesmo período do ano passado. A previsão da empresa é acelerar um pouco mais no segundo semestre, fechando o ano com um faturamento de R﹩ 600 milhões. A médio prazo, a meta é R﹩ 1 bilhão em 2023.

Comments are closed