Microsoft usa bikes elétricas para atingir pegada de carbono negativa

Microsoft usa bikes elétricas para atingir pegada de carbono negativa

Em parceria com a startup de mobilidade urbana, E-Moving, a Microsoft aderiu à micromobilidade utilizando bicicletas elétricas compartilhadas entre seus colaboradores. A iniciativa ajuda a reduzir custos, melhora o employer branding e proporciona mais agilidade nos deslocamentos.

Oferecendo planos de assinatura mensal de bicicletas elétricas para pessoas e empresas, a E-Moving está alinhada com práticas sustentáveis e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Contribuindo com uma mobilidade limpa, saudável e com qualidade de vida.

A solução oferecida pela E-Moving para a Microsoft é o modelo Private Sharing, compartilhamento privado, ficando a disposição da empresa bicicletas elétricas para uso interno e coletivo entre os funcionários e clientes.

As e-bikes ficam disponíveis na empresa para os colaboradores fazerem seus trajetos diários sem precisar ficar com a bicicleta o tempo todo e já recebem também trava e luzes de segurança, carregador e bateria. Segundo a Coordenadora de Facilities, a adesão entre a equipe foi alta e está contribuindo para as práticas ESG da empresa.

Inclusive, umas das metas globais da Microsoft até 2030 é se tornar uma empresa com pegada de carbono negativa e o uso de e-bikes evita a emissão de mais de 1,3kg de CO² por ano. Além disso, as e-bikes modelo Comfort, que são as utilizadas na parceria, são compostas por materiais 63% recicláveis e utilizam energia elétrica com bateria de lítio.

Comments are closed