CIBC, Itaú Unibanco, National Australia Bank e Grupo NatWest lançam Desafio Global de Open Finance

CIBC, Itaú Unibanco, National Australia Bank e Grupo NatWest lançam Desafio Global de Open Finance

os bancos CIBC (TSX: CM) (NYSE: CM), Itaú Unibanco (NYSE: ITUB), National Australia Bank (ASX: NAB) e o Grupo NatWest (LSE: NWG) lançam oficialmente o Desafio Global de Open Finance, evento virtual que busca incentivar a inovação e o desenvolvimento de novas soluções com foco em um ecossistema global de Open Finance.

Os quatro bancos, em colaboração com a Amazon Web Services (AWS), líder em computação em nuvem, convidam empresas de qualquer porte, incluindo startups, e acadêmicos a imaginar e desenvolver novas soluções para o mercado financeiro, que podem vir a ser replicadas em escala global. As ideias propostas abordarão alguns dos desafios mais relevantes no setor, alimentando um ecossistema de Open Finance que permite o compartilhamento seguro de dados entre as instituições e que as torna capazes de oferecer mais opções e ofertas customizadas para clientes em todo o mundo.

“O Desafio Global de Open Finance ajudará a transformar nossa indústria ao redor do mundo por meio do incentivo à inovação. O que nos permitirá evoluir em nossos objetivos em comum: o apoio aos nossos clientes em um cenário de evolução com serviços digitais de valor agregado, o acesso ao ecossistema financeiro por meio dos canais que os clientes considerarem mais convenientes e o foco contínuo em sustentabilidade”

– afirmam Victor Dodig, presidente e CEO do CIBC, Milton Maluhy Filho, CEO do Itaú Unibanco, Ross McEwan, CEO do Grupo National Australia Bank e Alison Rose, CEO da NatWest Group.

“Em todo o mundo, as empresas de serviços financeiros estão passando por uma rápida transformação digital. Ao encorajar desenvolvedores e novas ideias de crowdsourcing, os bancos criadores do Desafio Global de Open Finance serão capazes de desenvolver novas tecnologias para atender às necessidades das pessoas, que evoluem rapidamente. Estamos felizes em poder ajudar os desenvolvedores em seu desafio de fornecer soluções tangíveis e que ajudem as pessoas ao redor do mundo a atingir suas metas financeiras”, afirma Werner Vogels, CTO da Amazon.com, Inc.

Sobre o Desafio Global de Open Finance

A Oolys, plataforma líder de infraestrutura de API para provedores de serviços financeiros, colaborou com os bancos para desenvolver um ambiente de sandbox que roda de forma segura na AWS. Trata-se de um espaço que replica a infraestrutura de um banco e permite a realização rápida de testes com terceiros, em um ambiente seguro e protegido. Para facilitar o desenvolvimento dos aplicativos, cada banco compartilhará um conjunto de APIs que combinam Open Banking, Open Finance e serviços em caráter experimental. Os testes serão realizados com dados simulados.

As equipes poderão testar, construir e validar soluções com a mentoria de líderes dos bancos e parceiros da iniciativa. A AWS irá colaborar com os quatro bancos na consultoria aos participantes para ajudá-los a construir e preparar suas ideias com foco no evento final. O suporte inclui mentoria e acesso a recursos de inovação e desenvolvimento de produtos.

As 12 melhores equipes serão selecionadas para apresentar suas ideias a um painel de jurados composto pelos CEOs dos quatro bancos, além de executivos do sertor de private equity, venture capital e organizações de tecnologia:

• Milton Maluhy, CEO do Itaú Unibanco

• Victor Dodig, Presidente e CEO do CIBC

• Ross McEwan,CEO do National Australia Bank

• Alison Rose, CEO do Grupo NatWest

• Werner Vogels, CTO na Amazon

• Rob Heyvaert, Managing Partner na Motive Partners

Os bancos identificaram três áreas principais nas quais os competidores podem escolher se concentrar e, a partir delas, foram levantadas as seguintes questões:

• Como podemos atender melhor nossos clientes corporativos e o público em geral, fornecendo serviços digitais com alto valor agregado?

• Como podemos ajudar tanto a base atual de clientes como novos entrantes a acessar serviços bancários utilizando canais digitais que sejam mais convenientes ou relevantes?

• Como podemos encontrar maneiras inovadoras de ajudar nossos clientes a tomar melhores decisões em questões que envolvem clima e sustentabilidade?

Quatro equipes serão selecionadas ao final do Desafio Global de Open Finance: uma equipe para cada uma das três áreas principais identificadas e uma será eleita a vencedora geral da competição. Todas as equipes vencedoras terão a oportunidade de participar de um programa de incubação personalizado após o evento com um ou mais dos bancos, o que incluirá:

• Prova de conceito com os bancos (POC): uma equipe interna e dedicada dos bancos irá apoiar a prova de conceito, incluindo um feedback fornecido pela linha de frente e pelos grupos de pesquisa de clientes. Os termos e condições para apoiar o desenvolvimento de uma Prova de Conceito serão determinados pelo banco em questão a seu critério e estarão sujeitos à celebração de um acordo entre a equipe Pós-Evento e o banco;

• Pitch Venture: as equipes terão a oportunidade de fazer um pitch para os times de Venture Capital de todos os bancos;

• Aconselhamento com foco no mercado local: reuniões com equipes internas dos bancos para melhor entendimento dos respectivos mercados regionais;

• Liderança sênior: contato com os tomadores de decisão internos para apoio ao networking e conversas com parceiros;

• Arquitetura da solução: consultores especializados da AWS darão suporte em projetos funcionais e técnicos.

Como participar

Fintechs, grandes organizações globais, startups em estágio inicial e final, universidades e outras equipes de inovadores podem participar do desafio. As inscrições para o evento estarão abertas a partir de 16 de agosto por meio do site: https://www.globalopenfinancechallenge.com

O pitch final do Desafio Global de Open Finance acontecerá em novembro de 2021.

“O Open Finance é um conceito novo no mundo e ainda estamos descobrindo seu potencial. Aqui no Brasil, estamos com dedicação intensa na agenda regulatória, com todo o arcabouço de segurança e controles para garantir o sucesso da iniciativa a partir do momento em que brasileiros e empresas puderem compartilhar seus dados. Nesse contexto, surge a oportunidade de ir além, e é isso que Itaú Unibanco busca: como o primeiro banco brasileiro a se unir a players mundiais relevantes no apoio de uma ação inédita e global, queremos reunir mentes inovadoras para pensar em novas soluções que vão facilitar o acesso a produtos e serviços financeiros, com experiências novas, melhores e mais personalizadas para nossos clientes”, afirma Milton Maluhy , CEO do Itaú Unibanco.

Comments are closed