Como replanejar sua carreira no pós-pandemia?

Como replanejar sua carreira no pós-pandemia?

O processo de planejamento de carreira nem sempre é fácil. No atual cenário em que vivemos, a recolocação no mercado de trabalho se tornou um desafio ainda maior. Michel Khouri, especialista em transição de carreira, dá dicas de como realizar essa retomada de forma segura

Com o avanço da vacinação, a queda das mortes e as internações, a pandemia dá sinais de arrefecimento e o mercado de trabalho começa a reagir. Para quem buscou uma virada de chave durante todos esses meses, a reabertura pode ser uma guinada na carreira. Afinal, muitas expectativas foram adiadas e até mesmo frustradas pelo momento. Muitos temeram o desemprego, mas muitos também entenderam que é o momento de viver a carreira com um propósito.

Mesmo que o futuro empresarial seja considerado uma incógnita, já são identificados alguns sinais de novas tendências. Setores como saúde, agronegócio, tecnologia, e-commerce e logística tiveram avanços significativos durante o último ano, principalmente em decorrência a contingência da covid-19. A adesão dos profissionais aos modelos de trabalho home office ou híbrido, orientados para alcançar seus objetivos e manter uma boa produtividade, exige novas competências.

De acordo com Michel Khouri, Executivo Sênior de Transição de Carreira da Thomas Case & Associados, “Para conseguir estabilidade no mercado neste período pós-pandemia, é muito importante se manter atualizado às tendências, qualificações e inovações da própria área de atuação. Já não basta ter domínio de hard skills, esse novo período exige fortalecimento nas soft skills também, visto que elas estão sendo cada vez mais valorizadas pelas empresas”.

Em um mercado cada vez mais competitivo e tecnológico, os profissionais que se aplicarem à educação continuada tem maior chance de se destacar e desfrutar de novas oportunidades. Fatores como inteligência emocional, autoconhecimento e relacionamento interpessoal (soft skills), que antes não eram tão valorizados, estão sendo cada vez mais decisivos nos processos de contratação. “Conhecer as nossas forças e fraquezas, além de identificar oportunidades e ameaças nos ajudam a melhorar a cada dia como profissional e como pessoa, mas é preciso atitude e humildade”, afirma Khouri.

Para aqueles que buscam replanejar suas carreiras para o momento de retomada, considerar a atuação em novas formas de trabalho que surgiram durante a pandemia pode ser um grande diferencial. Pensando nisso, o executivo sênior ressalta algumas dicas para realizar essa transição de forma segura:

1) Atualize o quanto for possível os seus conhecimentos em sua área de atuação.

2) Acompanhe as tendências e mudanças na sua profissão frente às relações de trabalho e suas inovações.

3) Prepare um CV e perfil de destaque ressaltando suas qualificações, experiências e contribuições em cada empregador.

4) Identifique quais os setores que valorizam melhor a sua experiência.

5) Estruture um plano de ação para sua apresentação junto as empresas alvo.

6) Fortaleça o seu networking, faça novas conexões com pessoas e empresas relacionadas a sua área de atuação e retome os contatos com quem trabalhou nas empresas anteriores. Afinal, a indicação ainda é a melhor forma para uma recolocação.

7) Busque auxílio de uma empresa especializada em transição de carreira para ampliar de forma direcionada e segura sua apresentação às oportunidades aderentes ao seu perfil e objetivos.

Durante a pandemia, repensar a carreira se tornou um hábito para muitos dos profissionais. “Com mais tempo em casa e acesso fácil às informações surgiram grandes sentimentos de mudança, comuns em situações de conflito e/ou de medo, que foram gerados nesse período. A inquietude e a insatisfação profissional diante a eles demonstram sinais de que algo não está bem resolvido profissionalmente”, ressalta Khouri.

Diante disso, observar os sinais de descontentamento o quanto antes é fundamental para planejar uma transição de carreira bem-sucedida, sempre priorizando o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal.

Comments are closed