Neo oferece 312 oportunidades de emprego em todo o país

Neo oferece 312 oportunidades de emprego em todo o país

A Neo, especialista em tecnologia e na criação de produtos digitais, anuncia 312 vagas para profissionais de contact center nos estados do Paraná, Pernambuco, São Paulo e Rio de Janeiro. A empresa iniciou o processo seletivo pela Taqe, plataforma de recrutamento e seleção digital que usa inteligência de dados, teste de fit cultural e gamificação. 

Ana Alice Limongi, diretora de desenvolvimento humano e organizacional da empresa, destaca que só no primeiro semestre deste ano a empresa gerou mais de 3 mil postos de trabalho, tendo recrutado pessoas de todas as idades para posições dentro da companhia e contratado em média 500 novos colaboradores por mês. “A Neo cada vez mais mostra o seu potencial como empregadora e, ao longo deste primeiro semestre, já contratou mais de mil colaboradores em todo o País. Isso reforça nosso compromisso de sempre buscar a excelência em nossos serviços e alcançar um crescimento sustentável e apoiado pelo nosso bem mais valioso, que são as pessoas”, declara.

A empresa segue firme em seu propósito de transformação digital, e as oportunidades anunciadas estão distribuídas em seis cidades das regiões Nordeste, Sudeste e Sul onde a empresa mantém operações: Curitiba/PR, Jaboatão dos Guararapes/PE, Mogi das Cruzes/SP, Santos/SP, São Paulo/SP e Rio de Janeiro/RJ. Para participar do processo seletivo, basta acessar o link https://bit.ly/3p3CqBQ e seguir as instruções.  É necessário ter idade mínima de 18 anos e conhecimentos em informática básica (tais como digitação e preenchimento de dados no sistema). O número de vagas está sujeito a alteração, sem aviso prévio.

Após a contratação, a empresa oferece como benefícios além do salário: vale alimentação ou refeição, convênio médico e odontológico, vale transporte e auxílio creche/babá. A empresa possui ainda parcerias de estudos com diversas faculdades e cursos de inglês, para auxiliar no desenvolvimento profissional de seus colaboradores.

Comments are closed