Gasola, inovação em gestão de combustíveis, capta R﹩ 2 milhões em investimentos

Gasola, inovação em gestão de combustíveis, capta R﹩ 2 milhões em investimentos

A Gasola, sistema que conecta gestores de frota, motoristas e postos de combustíveis, captou R﹩ 2 milhões em rodada privada de investimentos. A plataforma digital estreita o relacionamento entre transportadoras e postos de todo o Brasil por meio de um sistema de gestão on-line que controla de consumo dos veículos, mostra o impacto financeiro de cada motorista, garante o recolhimento de notas fiscais, além de negociar melhores preços, dentre outras funcionalidades.

O aporte da rodada foi liderado por Smart Money Ventures, clube de investidores liderado por de Fábio Póvoa (ex-Movile e iFood) e Cesar Bertini (ex-MC1), responsável por impulsionar e gerir ideias de startups inovadoras com potencial de crescimento exponencial, com aporte de capital, experiência e contatos dos investidores participantes.

O fundador da Gasola, Ricardo Lerner, com mais de oito anos de experiência na área de logística, lançou a solução no mercado em janeiro de 2020, inicialmente com capital próprio. “Somos uma plataforma web e aplicativo móvel capaz de estreitar de forma dinâmica e objetiva a relação direta entre transportadoras e postos, para gerar melhores opções de negociações, menores custos e melhores margens”, explica.

Os R$ 2 milhões captados na rodada serão utilizados para gerar mais descontos para frotistas e maiores margens para postos, simultaneamente. “É um mercado que precisa de disrupção. O preço do combustível vem aumentando acima da inflação e as margens e fluxo de caixa dos postos estão cada vez mais apertadas. “Quanto mais próxima, ágil e direta a relação entre transportadoras e postos, melhor será a negociação para ambos os lados”, afirma.

O problema que a Gasola resolve


Muitas transportadoras utilizam cartões de frota para abastecer, mas a taxa cobrada em cima dos postos varia entre 3% a 6%, consumindo cerca de 50% da margem deles. Quando este posto perde esta margem importante, fica também reduzido o potencial de negociação das transportadoras.

Somado a isso, os postos recebem o pagamento no prazo médio de 33 dias, mas precisam pagar a distribuidora à vista. Então, acaba sendo comum os postos cobrarem mais caro para quem utiliza estes cartões de frota, quando comparado a outros meios de pagamento.

Mesmo assim, muitas empresas continuam utilizando este modelo por conta do benefício de gestão e facilidades financeiras.

Para resolver este impasse, Gasola fornece uma ferramenta de gestão que conecta transportadoras com postos, de modo que possam “se pagar” sem a intermediação dos cartões e, assim, eliminar as altas taxas cobradas. Na outra ponta, o próprio posto, mesmo oferecendo desconto para a transportadora, também consegue aumentar sua margem de venda. Bom e sustentável para todos os agentes da cadeia produtiva.

A escolha da startup


César Bertini, da Smart Money Ventures, apontou que a decisão em investir no Gasola passou por crivos técnicos que se mostraram sólidos para um investimento de capital semente no modelo da startup. Tudo isso depois de rigoroso processo de análise e validação da oportunidade eda máquina de vendas, além de entrevista a experts do nicho.

“Ao longo de 2019, conforme nosso cronograma de mentoria, engajamos recorrentemente com Ricardo para conhecer a ideia. Gasola foi nos apresentada pelos nossos parceiros da Axigen, agência de fomento do membro K-Pool, que tem investido de forma profícua nos nossos deals e trazido ótimas startups para nosso deaflow. O mercado de combustíveis para frotas tem todas as características interessantes para uma disrupção inovadora”, justifica Bertini.

O mercado em potencial no Brasil em dados


• São 2 milhões de caminhões rodando no país

• Consumo médiode um caminhão entre R$ 3 mil e R$ 30 mil ao mês

• O segmento movimenta R$ 100 bi anualmente

• São 500 mil empresas entre transportadoras e empresas com frota própria

• 40 mil postos de combustível espalhados pelo Brasil

Comments are closed