Iniciativa da Câmara Brasil-Alemanha vai capacitar 400 mulheres em situação de vulnerabilidade e baixa renda

Iniciativa da Câmara Brasil-Alemanha vai capacitar 400 mulheres em situação de vulnerabilidade e baixa renda

Segunda edição do Women Going Digital tem como objetivo aumentar as chances de empregabilidade e recolocação profissional

Com a proposta de capacitar mulheres para atuar em áreas relacionadas à Digitalização, aumentando as chances de empregabilidade e recolocação profissional, a Câmara Brasil-Alemanha promove a segunda edição do Women Going Digital , capacitação 100% online e gratuita, que neste ano tem 400 vagas disponíveis. As inscrições abriram no dia 14 e se estenderão até 30 de junho, por meio do site ‘Women Going Digital: Curso online e gratuito’ .

O curso faz parte de um projeto cofinanciado pelo Governo Alemão por meio da GIZ (Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit) e irá selecionar mulheres em situação de vulnerabilidade, desempregadas e/ou com baixa renda. Em 2020, quando ocorreu a primeira edição, foram capacitadas 100 profissionais.

Para participar do processo seletivo é necessário ter, no mínimo, 18 anos, além de Ensino Médio completo, inglês básico e conhecimento básico do pacote office. O processo de seleção ocorrerá entre os dias 05 e 30 de julho e o anúncio das selecionadas será feito no dia 01 de agosto, por meio das redes sociais da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo.

De acordo com Bruno Vath Zarpellon, Diretor de Inovação, Tecnologia e Sustentabilidade da instituição, o objetivo desta edição do programa é alcançar ainda mais mulheres. “Além de termos ampliado o número de vagas de 100 para 400, queremos trazer para as alunas novas ferramentas e grandes especialistas. Dessa maneira, elas terão uma experiência ainda mais próxima da realidade em trabalhar com digitalização e se sentirão mais preparadas para darem este novo passo na carreira”, explica. A expectativa é que mais de 1.000 mulheres participem do processo seletivo.

O curso online é composto por 40 horas, distribuídas em 16 módulos, e ficará disponível entre 09 de agosto e 12 de novembro, para que cada aluna tenha liberdade de acessar o conteúdo em seu próprio ritmo. O curso aborda desde temas introdutórios à digitalização, como profissional do futuro e inovação, até privacidade e segurança de dados. Ao final de cada tópico, é realizada uma avaliação para garantir o aprendizado do conteúdo proposto.

Para Marina Bueno, participante da última edição do Women Going Digital, o curso é uma experiência e oportunidade ímpar. “Trata-se de um conteúdo de altíssima qualidade, além de uma equipe extremamente engajada. Sem dúvidas é um aprendizado que está me ajudando a realizar sonhos. Percebi que sou capaz de falar com confiança e, durante o programa, já estava com três ofertas de estágio”, afirma.

Devido ao sucesso no Brasil, o Women Going Digital está sendo realizado em outros países, como Peru, com 92 participantes, e Argentina, com 40 participantes. Ambos estão na primeira edição.

Comments are closed