Portal de Compras Públicas está em 31% dos municípios brasileiros

Portal de Compras Públicas está em 31% dos municípios brasileiros

Leonardo Ladeira, CEO do Portal de Compras Públicas

O Portal de Compras Públicas, maior plataforma privada de pregão eletrônico do país, ultrapassou os 1.700 municípios atendidos, conquistando uma fatia de 31% do total de 5.570 municípios brasileiros. Em abril do ano passado, o Portal estava em 600 municípios (11% do total do país), o que significa que a plataforma quase triplicou o número de entes públicos atendidos, ampliando sua atuação em mais de 1 mil prefeituras no período. Ao mesmo tempo, o Portal também mais que dobrou a sua base de fornecedores cadastrados, passando de 74 mil em 2020 para 200 mil um ano depois. Desse total, cerca de 23 mil fornecedores vencem mensalmente licitações em ao menos um item na plataforma.

“Foi um crescimento rápido mas consistente”, avalia o CEO do Portal de Compras Públicas, Leonardo Ladeira. “Com os novos números, estamos licitando diariamente uma média de R$300 milhões no Portal, o que supera os R$6 bilhões por mês. São nada menos que 140 mil oportunidades distintas, todo mês, para quem quer comprar e para quem quer vender para os governos”. Segundo o CEO, isso significa que, na média, cada fornecedor atuante no Portal ganhou seis itens licitados somente no mês passado. Mantido esse ritmo, o Portal deve superar a meta traçada para 2021, que prevê R$50 bilhões negociados via a plataforma, contra os R$30 bilhões transacionados no ano passado. “Esses números são resultado do esforço extra que empreendemos ao longo de todo 2020 e que foi ainda mais intensificado neste primeiro trimestre – um longo período de pandemia e crise econômica mundial em que o Portal não parou em nenhum momento”, destaca Ladeira.

Pregão Eletrônico 

Um dos fatores para esse sucesso foi o trabalho intensivo do Portal de Compras Públicas para preparar prefeituras de todo país a migrar para as plataformas digitais, passando a fazer suas aquisições via pregão eletrônico. Em 2020, o novo Decreto do Pregão Eletrônico (10.024/2019) tornou a modalidade obrigatória para todos os municípios que utilizam as verbas das transferências voluntárias da União. O Portal intensificou as capacitações e treinamentos das equipes de compras das prefeituras sobre o pregão eletrônico, auxiliando-as na transição do pregão presencial – o que se revelou essencial nos períodos de isolamento e especialmente nas compras relacionadas ao combate da covid-19. “Trabalhamos em todas as regiões do país, a fim de capitalizar o crescimento de potenciais usuários para a nossa plataforma e ferramentas, firmando o Portal como a melhor solução do setor para a esfera municipal”, afirma Ladeira. “Abrimos novos caminhos para a ampliação dos negócios e ainda estamos ajudando a fomentar a inovação tecnológica dentro do governo”, comemora o CEO. 

Comments are closed