Mosaico origina mais de R$ 1 bilhão em vendas para o varejo no primeiro trimestre, crescimento de 28,7%

Mosaico origina mais de R$ 1 bilhão em vendas para o varejo no primeiro trimestre, crescimento de 28,7%

A Mosaico (MOSI3) – maior plataforma de conteúdo e originação de vendas para o comércio eletrônico do Brasil – anuncia os resultados financeiros do primeiro trimestre, com crescimento de 28,7% no GMV (Gross Merchandising Volume ou Volume Bruto de Mercadorias) na comparação com o mesmo período de 2020, superando R$ 1 bilhão em vendas pelo quarto trimestre consecutivo.

No período, a Mosaico registrou crescimento de 18,3% na Receita Bruta, totalizando R$ 58,1 milhões, e aumento de 18,4% na Receita Líquida, que totalizou R$ 51,2 milhões. O Lucro Líquido ajustado foi de R$ 2,9 milhões, com margem de 5,6%, enquanto o Lucro Bruto somou R$ 45,7 milhões no trimestre, com aumento de 15,7% ano a ano, e uma Margem Bruta de 89,3%, com redução de 2,1 pontos percentuais, explicada pelo aumento no custo com aluguel de servidores, gerada pela alta do dólar e maior volume de serviços de TI contratados, por conta do aumento de tráfego na plataforma.

O EBITDA ajustado (pelas despesas do IPO) do primeiro trimestre, em razão da estratégia de crescimento que elevou o custo com pessoal e aquisição de tráfego, totalizou R$ 6,9 milhões, uma retração de 55,4%, com margem de 13,6%.

“Neste trimestre, nossos resultados refletem os investimentos que temos feito para acelerar o crescimento do negócio, por meio da ampliação do nosso time, das campanhas de marketing e dos serviços oferecidos na nossa plataforma”, afirma Thiago Flores, CEO da Mosaico. “Seguimos firmes na estratégia de construir uma plataforma de serviços que simplifique e adicione valor à jornada de consumo, com grande capacidade de originação de vendas para o varejo. Estamos construindo um completo assistente de compras para o consumidor brasileiro”, complementa.

Também no período, houve crescimento de 12,9% no número de visitas em relação ao primeiro trimestre de 2020, chegando a 186,9 milhões e a média mensal de usuários únicos totalizou 25,8 milhões (+19,7% em relação aos primeiros três meses do ano passado).

Destaques: compra da Vigia de Preço e oferta de cashback
No relatório de resultados, a Mosaico reforça duas iniciativas recentes e que reforçam a estratégia da companhia de ampliar a oferta de serviços voltados a apoiar os consumidores na jornada de compras virtuais: a aquisição do Vigia de Preço e o início da oferta de cashback.

A compra dos ativos do Vigia de Preço – que é a primeira aquisição da Mosaico pós-IPO – acelera a entrada da companhia no crescente mercado de extensões de browsers (plug in) e aumenta a interação com os usuários fora dos aplicativos de smartphones e das plataformas da Mosaico, ampliando a presença da companhia em toda jornada de compra do consumidor digital. O Vigia de Preços gerou um GMV de R$ 113 milhões em 2020, tem 200 mil extensões instaladas e atingiu receita bruta de R$ 5,2 milhões no último ano. O Vigia de Preço será convertido em uma das marcas da Mosaico.

Também entrou em operação, em maio, a plataforma de cashback, desenvolvida internamente em quatro meses, que passa a ser implementada de forma gradual para os 23 milhões de consumidores que têm conta na plataforma, iniciando-se pelos usuários da marca Zoom.

A entrada da Mosaico no mercado de extensões de browsers (plug in) potencializa o serviço de cashback para gerar mais engajamento, economia para os usuários e aumentar consideravelmente a recorrência orgânica de acessos nas plataformas da Mosaico. O benefício já está disponível em cerca de 400 lojas parceiras.

A combinação do cashback e a extensão do navegador também permite à Mosaico ampliar a participação em categorias de produtos nas quais a companhia ainda não tem forte representatividade, como moda e saúde e beleza. A extensão trabalha como um assistente de compras completo, oferecendo as informações que o consumidor precisa, de acordo com o contexto da sua navegação, para tomar a melhor decisão a cada compra.

“O ano de 2021 está sendo transformacional para a Mosaico. Além da nossa oferta pública, realizada com sucesso em fevereiro, entregamos recentemente projetos importantes que melhoram a experiência de uso, aumentam substancialmente nossa proposição de valor na jornada de compra e nos inserem no mercado de cashback – um dos nichos mais dinâmicos do comércio eletrônico brasileiro – abrindo um novo mercado endereçável para o nosso negócio”, ressalta Thiago Flores.

Novos produtos e serviços
A Mosaico anuncia também que, em breve, planeja lançar uma plataforma de cupons de descontos. O serviço irá disponibilizar, de forma organizada e acurada, os cupons mais relevantes ativos no mercado.

Por meio da extensão no browser, o usuário receberá informações de quais cupons de desconto se aplicam à loja que ele está navegando, juntamente com outros dados que ajudem o consumidor a tomar a melhor decisão de compra. O que reforça a estratégia da Mosaico de, em um único lugar, oferecer ao consumidor acesso a todas as informações importantes como conteúdo sobre o produto, preço, valor do frete, cashback e cupons de desconto.

No segundo semestre, a plataforma também planeja lançar uma plataforma de “discovery”, onde o consumidor terá a experiência de poder “olhar vitrines”, com novidades, promoções, descontos e ofertas sendo apresentadas por meio de uma curadoria personalizada por algoritmos.

A Mosaico começou a empregar inteligência artificial em larga escala para automatizar o gerenciamento do inventário de mais de 75 milhões de ofertas, um crescimento em março de 2021 de quase 100% em relação a março do ano passado.

Comments are closed