O futuro do trabalho já é nosso presente

O futuro do trabalho já é nosso presente

Por Marcelo Moreira, Líder de Engenharia para Colaboração, Cisco América Latina

Por muitos anos as discussões sobre futuro do trabalho eram pautadas pela ideia de que trabalharíamos de qualquer lugar, eliminando a necessidade de um escritório físico, integrando-o às nossas casas, viagens, até mesmo nos carros. Porém, o que não poderíamos prever é que as mudanças ocorreriam de forma tão profunda e tão rápida em 2020, com o advento da pandemia de Covid-19 e a necessidade do isolamento e distanciamento social. De uma hora para outra, bilhões de pessoas passaram a trabalhar de suas casas e empresas, fornecedores de soluções de colaboração, provedores de internet e muitos outros setores se viram diante de uma nova realidade.

O “novo normal”, como nos acostumamos a dizer, alterou de forma definitiva a discussão sobre o futuro do trabalho. Se antes era um exercício de futurologia, este conceito se tornou mais próximo do que nunca, buscando respostas para perguntas mais claras: como as relações de trabalho vão se alterar após o período que estamos vivendo? Como manter a produtividade nestes novos tempos? Nós vamos voltar à realidade que vivíamos até 2019? A resposta para esta última pergunta já temos.

Quase um ano após o início do distanciamento social, muitas empresas já perceberam que a forma como adotaram o trabalho remoto no início do ano passado ocorreu de forma compreensivelmente amadora. O funcionário recebia seu notebook para trabalhar de casa – isso quando não usava seu próprio dispositivo pessoal – se conectava a seu Wi-Fi particular e se conectava com seus colegas através de ferramentas de colaboração simples, como aplicativos de mensagem. Foi uma solução apressada para um momento de urgência, contudo hoje se vê que ela não é sustentável em longo prazo.

Conforme fomos nos adequando à nova realidade e vimos a ideia de trabalho híbrido se tornando mais popular e concreta, novas necessidades se tornaram claras. A empresa híbrida do futuro precisa de ferramentas que permitam conexões com maior qualidade e estabilidade, um maior arsenal de soluções de colaboração em áudio e vídeo, adaptabilidade às diferentes demandas de diferentes profissionais e, tão importante quanto, uma maior rede de cibersegurança e opções de monitoramento por parte de gestores e equipes de TI.

Parece uma lista complexa de soluções, mas a realidade é que a maioria delas já está à nossa disposição. Os avanços que o segmento de colaboração trouxe para o mercado nos últimos 12 meses são impressionantes, em especial levando-se em conta o pouco tempo em que estas evoluções ocorreram. Hoje já temos como prover a uma empresa uma solução que permita ao gestor ter uma completa visibilidade e acessibilidade do quão produtivo um funcionário está sendo, e que também permite que este funcionário reporte algum problema técnico ao setor de TI de forma simples e rápida, dando ao profissional todas as informações necessárias para solucionar o problema remotamente.

O futuro, que rapidamente se torna nosso presente, do trabalho remoto é uma realidade onde a empresa investe nas ferramentas de colaboração a distância da mesma forma que investe na sua estrutura física, criando uma experiência uniforme para todos envolvidos na cadeia produtiva. Afinal, na realidade do trabalho híbrido alguns funcionários estarão um dia no escritório, e no outro em suas casas e no dia seguinte podem estar em uma viagem de negócios. Garantir que o projeto que estão realizando seja facilmente acessado e modificado de todas estas locações é um passo fundamental para que esta transição ocorra da melhor forma possível.

Com novas tecnologias, hoje já é possível utilizar sistemas de IA e reconhecimento de voz e rosto para garantir que salas de reuniões sejam totalmente automatizadas, sem a necessidade de toque por parte dos participantes. Além disso, estas mesmas salas podem ter soluções programadas para garantir que nunca excedam um número limite de participantes, evitando aglomeração em um espaço pequeno. Uma ferramenta esta que pode ser extrapolada para todo o escritório e até mesmo para elevadores de condomínios corporativos, espaços estes onde a circulação de pessoas é muito alta.

Respondendo uma das perguntas feitas no início deste artigo, já temos a certeza de que nosso trabalho nunca voltará a ser como era antes da pandemia. E não apenas porque percebemos as vantagens do trabalho remoto, mas também porque as ferramentas que foram desenvolvidas neste período expandiram dramaticamente nossas opções. Nós ainda iremos aos escritórios, mas cada vez mais diante de uma necessidade de contato pessoal – afinal, somos todos humanos – do que pela necessidade de estar lá para realizar alguma tarefa. O futuro do trabalho é poder trabalhar de qualquer lugar. E o futuro já está aí.

Comments are closed