Hypera Pharma lança segunda edição do programa de conexão com startups, HyperaHub

Hypera Pharma lança segunda edição do programa de conexão com startups, HyperaHub

A Hypera Pharma, uma das maiores empresas farmacêuticas do Brasil, lança nesta sexta-feira, 9/4, a segunda edição do HyperaHub, seu programa de conexão com startups gerenciado pela consultoria em gestão da inovação Innoscience. O programa foi desenhado a partir da seleção de 17 desafios, que buscam otimizar processos operacionais e negócios já existentes no dia a dia da companhia.

Presente em todos os segmentos relevantes do setor farmacêutico, a Hypera Pharma é líder em diversas categorias, com um extenso portfólio de marcas tradicionais como Addera D3, Benegrip, Buscopan, Doril, Engov, Gelol, Merthiolate, Neosaldina, Epidrat, Episol, Neo Química e Mantecorp Farmasa.

A primeira edição do programa, que contou com mais de 200 startups inscritas, realizou a execução de 12 pilotos e está negociando a contratação de 9 startups nos segmentos de RH 4.0, Indústria 4.0, Analytics e Novos Produtos, Serviço ou Tecnologias.

Com um portfólio diversificado, este ano o programa traz desafios nas frentes de Marketing & Vendas, Operação & Industrial, Novos Negócios e P&D e Produto & Sustentabilidade.

Embalagens sustentáveis, Soluções digitais para P&D, Gerenciamento logístico, Eficiência na Execução do PDV e Adesão ao tratamento de doenças crônicas são alguns dos desafios elencados pela empresa para melhorar demandas já existentes em suas operações.

“O programa traz para as startups uma oportunidade para testar suas soluções com uma das maiores farmacêuticas do País, além da possibilidade de geração de negócios de forma rápida”, comenta Maximiliano Carlomagno, sócio-fundador da Innoscience. “Isso sem falar no potencial de escala, networking e visibilidade pela chancela de uma empresa líder em seu setor.”

As startups interessadas poderão se inscrever até 21 de maio de 2021, pelo site http://www.hyperahub.com.br/. As empresas selecionadas serão convocadas para um pitch day, previsto para ocorrer em junho. Aquelas que forem aprovadas passarão por um período de imersão. As selecionadas devem ainda executar um projeto piloto ou prova de conceito, em ambiente comercial, para assim validar a aderência de suas soluções às necessidades da farmacêutica.

Ao final do programa, as startups participantes poderão se tornar fornecedoras ou parceiras estratégicas da companhia.

Comments are closed