SAP habilita práticas ESG a partir de dados gerados em suas soluções

SAP habilita práticas ESG a partir de dados gerados em suas soluções

A SAP Brasil reforçou sua estratégia consultiva para auxiliar empresas brasileiras na busca de dados analíticos para seus desafios ESG (ambiental, social e governança, na sigla em inglês) a partir da base instalada de soluções. Com o aumento do compromisso das empresas com práticas sustentáveis, a SAP está se empenhando em ajudar seus clientes a incorporar e medir indicadores de sustentabilidade em diferentes etapas operacionais.

A empresa mapeou como suas soluções podem ser utilizadas para levantar, analisar e medir 90 indicadores essenciais de desempenho econômico, ambiental e social propostos pela Global Reporting Initiative (GRI) – organização internacional que ajuda empresas, governos e instituições a compreender e comunicar o impacto dos negócios em questões críticas de sustentabilidade.

Os sistemas da SAP (23 no total) podem ser utilizados para adicionar informações sobre todas as etapas de processos – dos administrativos aos operacionais –, de forma a contribuir para a adaptação das companhias a mudanças de regulamentação, consumo de energia, gestão de resíduos, políticas de responsabilidade de produtores, entre outros pontos cada vez mais urgentes em uma economia pautada pela sustentabilidade e em linha com padrões globais e melhores práticas.

Segundo Luciana Coen, diretora de Comunicação Integrada e Responsabilidade Social Corporativa da SAP Brasil, a principal mudança é a assimilação da premissa de transparência nas atividades. Para ela, o papel da tecnologia é de habilitador para iniciativas ESG. “Muitas vezes os clientes já têm as soluções da SAP, mas não as utilizam com o objetivo de inserir e extrair dados para suas práticas ESG. Queremos mostrar como a inclusão de boas práticas com o suporte da tecnologia podem contribuir para que as operações se tornem mais competitivas, transparentes e sustentáveis”, explica Luciana.

Como exemplo de indicadores que precisam ser medidos, uma rede de varejo pode projetar drástica redução no consumo de energia para os próximos anos (GRI 302) e a SAP oferece três alternativa de soluções que podem auxiliar a empresa a planejar, projetar e medir o consumo e gerar os indicadores necessários e associados aos impactos de economia e eficiência dos negócios. Entre as soluções estão SAP Ariba, SAP SuccessFactors, SAP Environmental Management, SAP Manufacturing Integration and Intelligence (SAP MII), entre outros.

O SAP SuccessFactors, sistema de gestão do capital humano, também ajuda as empresas com a automatização dos processos de RH tradicionais e capacitação da operação para focar em temas cada vez mais estratégicos, como a experiência do colaborador, diversidade, equidade e inclusão, até os temas relacionados a bem-estar, segurança, desenvolvimento de habilidades, entre outros indicadores.

Como exemplos de indicadores GRI que podem ser apurados com base nas informações dos módulos SAP SuccessFactors, destacam-se, entre outros, os GRI 202.1 e 202.2, que analisam a proporção entre o salário mais baixo e o salário mínimo local, com discriminação por gênero e a proporção de membros da diretoria contratados na comunidade local; GRI 405.2, que analisa a proporção entre o salário-base e a remuneração recebida pelas mulheres e aqueles recebidos pelos homens; e o GRI 406.1, que avalia casos de discriminação e medidas corretivas tomadas.

Outro sistema amplamente adotado por empresas brasileiras em diferentes indústrias e tamanhos de operações é o SAP Ariba, para gestão de compras e de fornecedores. Em um momento em que a gestão da cadeia de suprimentos é um dos itens que mais impactam na sustentabilidade de uma operação, as operações por meio da Ariba Network, maior rede B2B do mundo, permitem que as empresas se conectem e colaborem com milhões de fornecedores de forma dinâmica e aberta, mais bem gerenciada e mais eficiente.

A plataforma Ariba transforma inteligência em ação para garantir que os processos fluam mais rápido, os usuários sejam guiados para a ação certa e cadeias de suprimentos éticas e sustentáveis. Um dos exemplos de indicadores que podem ser apurados a partir da solução é a avaliação social de fornecedores, GRI 414.1 e 414.2, que examina a seleção de fornecedores com base em critérios sociais, impactos sociais negativos na cadeia de fornecedores e medidas tomadas. Outros indicadores são o GRI 408.1, sobre operações e fornecedores com risco significativo de casos de trabalho infantil, e GRI 409.1, sobre operações e fornecedores com risco significativo de casos de trabalho forçado ou análogo ao escravo.

Evento global – SAP Sustainability Summit

Nos dias 28 e 29 de abril, a SAP promove o evento online SAP Sustainability Summit para apresentar sua capacidade de ajudar seus mais de 400 mil clientes em todo o mundo a implementar medidas de proteção climática por meio de recursos como o programa Climate 21. A SAP apoia os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos em 2015 pela Assembleia Geral das Nações Unidas, e o evento está alinhado com objetivo de número 13 sobre Ação Climática. Neste evento, juntamente com clientes e parceiros, a SAP fornecerá mais informações sobre soluções nesse contexto, bem como sobre economia circular, orientação holística e geração de relatórios.

Comments are closed