BR Angels passa a apoiar startups do primeiro Hub focado em educação da América Latina

BR Angels passa a apoiar startups do primeiro Hub focado em educação da América Latina

Com o objetivo de fomentar o empreendedorismo e fortalecer o ecossistema de startups no Brasil, o BR Angels Smart Network, associação de investimento anjo composta por executivos C-Level, anuncia parceria com o Learning Village , primeiro Hub de inovação focado em educação da América Latina, criado pela SingularityU Brazil e HSM. Com isso, o BR Angels passa a apoiar as startups que compõem o projeto com mentorias dos seus mais de cem associados – empreendedores e CEOS de importantes companhias em diferentes mercados, com perfis variados em alta gestão, recursos humanos, finanças, vendas, marketing, tecnologia, dentre outros. Além disso, as startups que estiverem buscando investimento anjo, poderão participar do processo de screening do BR Angels e receber aportes financeiros do grupo.

“A filosofia do BR Angels é apoiar o empreendedorismo brasileiro, por isso ficamos honrados com o convite para a parceria com o Learning Village. Com as mentorias, vamos entregar, além de capital financeiro, capital intelectual. Valorizando sobretudo o conceito de smart money, poderemos contribuir com a expansão das startups que navegam no ecossistema do Learning Village”, sinaliza Orlando Cintra, fundador e CEO do BR Angels.

“O Learning Village tem como premissa conectar diferentes agentes e stakeholders, formando uma grande rede de novos negócios e networking, principalmente para o setor de educação. Por isso, ter o BR Angels como parceiro é fundamental para as startups presentes no espaço, que poderão contar com toda a expertise do grupo e de seus executivos”, reforça Reynaldo Gama, CEO da HSM e Co CEO da SingularityU Brazil.

Localizado no bairro Vila Madalena, na capital paulista, e com uma área de 3.000 m², o Learning Village tem como intuito estimular a inovação e a educação no Brasil por meio da aplicação de tecnologias exponenciais e desenvolvimento de pessoas. Além de fortalecer um ecossistema entre startups, grandes empresas e laboratórios de inovação, o local é um ambiente de networking, troca e aprendizado.

O espaço conta com sete pavimentos, lab maker, sete estúdios de gravação, agência e produtora de conteúdo. Nos estúdios, as startups podem gravar pitches, podcasts e produzir conteúdo para redes sociais. O local também abriga um auditório para até 150 pessoas, arenas, salas de aulas e reuniões, além de servir para realização de cursos, palestras, workshops, meetups e outras iniciativas para o fomento das aplicações das tecnologias em temas como saúde, inovação, negócios, empreendedorismo, gestão e desenvolvimento de pessoas.

Além do BR Angels, o Learning Village conta com founding partners como Ânima Educação, Ambev, BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, Deloitte, Hospital Sírio-Libanês, Unimed e Vibra. E parceiros como Athie Wohnrath, Boston Scientific do Brasil, CI&T, Egon Zehnder e Grupo Kallas. O Hub abriga também HRtechs, EDtechs e escolas de mindfulness e de programação.

Comments are closed