Ambev premia startup com projeto inovador de ESG com R$100 mil

Ambev premia startup com projeto inovador de ESG com R$100 mil

Em busca de soluções inovadoras para suas práticas ambientais, sociais e de governança – ESG, a Ambev desenvolveu a Aceleradora 100+, com apoio institucional da Rede Brasil do Pacto Global da ONU. Neste ano, a cervejaria conheceu iniciativas de startups que usam tecnologia para aprimorar processos produtivos e reduzir impactos no meio ambiente. As três melhores propostas acabam de ser premiadas no Demo Day, evento de encerramento do programa.

“O fomento à criação de tecnologias disruptivas é uma prática importantíssima para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Acredito que a transformação social e ambiental que precisamos para fazer deste mundo um lugar melhor para todos e todas ocorrerá a partir da combinação de inovação e da conscientização crescente dos mercados consumidor e de capitais e, consequentemente, das empresas”, disse Carlo Pereira, diretor-executivo da Rede Brasil do Pacto Global.

A startup vencedora Zoomagri desenvolveu um software que funciona como uma espécie de scanner, que realiza testes de qualidade em insumos agrícolas. A tecnologia apresentada detecta propriedades de cada matéria-prima, evitando um maior descarte de grãos. Isso possibilita um melhor aproveitamento e, consequentemente, menor uso de recursos naturais para o plantio. Com isso, há menos desgaste da terra e desperdício de água, além de diminuir emissão de gases poluentes.

“O time da Ambev se comprometeu em ajudar startups que sonham em criar empresas inovadoras e sustentáveis do futuro! Desde o início fomos acompanhados por eles, e temos a certeza de que após o programa nosso relacionamento vai crescer, escalar globalmente e durar muitos anos”, comenta Fernando, cofundador e diretor administrativo da startup Zoomagri.

Já a Growpack apresenta tecnologias inovadoras para transformar compostos orgânicos, descartados no plantio, em um biomaterial que pode ser utilizado para a produção de embalagens. A principal matéria-prima usada até o momento pela startup é um dos grandes rejeitos da indústria agrícola: a palha do milho. As primeiras embalagens criadas por ela usando a palha foram caixas de take-away. Tudo isso se traduz em uma economia de 80% de água, 25% no uso de energia para produção de papelão e redução de 50% nas emissões de CO2.

A Boomera, que também ganhou destaque, transforma lixo em uma linha de novos produtos, por meio de tecnologia, design e cooperativas de catadores. Com isso, a startup incentiva a economia circular e retira cerca de 60 mil toneladas de lixo por ano do meio ambiente. Um dos resultados alcançados, no decorrer da Aceleradora 100+, foi o desenvolvimento de “capas” para os pallets utilizados nas fábricas da Ambev, necessárias para o transporte seguro dos produtos.

“Este ano, mais uma vez, selecionamos startups que atuam em diferentes áreas de negócio e com tecnologias variadas. Com essa nova turma de aceleradas, vamos crescer juntos e construir um legado sustentável” comenta Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de Sustentabilidade e Suprimentos da Ambev. “Enxergar o ecossistema conectado, poder dividir conhecimento, conhecer novas ferramentas digitais e construir ideias junto a parceiros e novos talentos são movimentos que estão totalmente alinhados à cultura que estamos criando de dentro para fora da Ambev”, completa.

A princípio, apenas a vencedora e a segunda colocada receberiam prêmio, mas o painel deliberou empate para o segundo lugar, e a Ambev optou por dobrar o prêmio do segundo lugar. A Zoomagri, que saiu vencedora, receberá R$100 mil e GrowPack e Boomera receberão R$30 mil, cada uma.

“Foi muito enriquecedor poder conhecer e, especialmente, reconhecer ações de grande impacto sustentável como as que vimos no DemoDay. Incentivar empresas que estão sempre em busca de avanços inovadores, que geram valor para as pessoas e que trazem benefícios para o planeta, assim como a DSM, que represento, que também possui como direcionadores principais a sustentabilidade e inovação embasada na ciência”, ressalta Mauricio Adade, presidente da Royal DSM América Latina, que também foi apoiadora da premiação e contou com a presença de Mauricio na banca julgadora.

O Demo Day, evento de premiação que foi aberto ao público, pode ser assistido no canal da Ambev, pelo Yotube: https://bit.ly/AmbevLive

Comments are closed