M. Dias Branco investe na Indústria 4.0 e anuncia as startups que seguem para o projeto-piloto

M. Dias Branco investe na Indústria 4.0 e anuncia as startups que seguem para o projeto-piloto

A inovação tem sido um grande diferencial para a competitividade das indústrias. E um meio de acelerar o processo é a parceria com startups. Consciente disso, a M. Dias Branco, maior empresa de massas e biscoitos do Brasil, anuncia que a IndustryCare, a ST-One e a MInT Consultoria são as três startups selecionadas para a entrega do projeto-piloto, a última fase do Germinar Tecnologia. A iniciativa contou com investimento total de R$1 milhão em conjunto com o Senai Ceará.

No total, foram 151 startups inscritas no Programa Germinar Tecnologia, sendo que 11 foram selecionadas para o pitch de apresentação e três empresas seguem para a etapa do projeto-piloto, todas com o objetivo comum de oferecer ganhos de eficiência operacional e redução de custos em alinhamento com a Indústria 4.0. As startups que tiverem a proposta de conceito para o piloto validado receberão apoio para o desenvolvimento de uma prova de conceito, passando por processos de validação, prototipação e teste. Cada projeto terá a duração máxima de 12 meses.

“Estamos satisfeitos com o resultado do Germinar Tecnologia e otimistas com os programas-piloto das startups que, em geral, buscam criar soluções que ofereçam mais produtividade, eficiência e redução de consumo, seja de gás ou de energia elétrica”, afirma Fernando Bocchi, Diretor de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da M. Dias Branco.

Conheça as startups parceiras da M. Dias Branco em 2021.  A IndustryCare foi escolhida por ter solução que apoia na geração e gestão dos dados do chão de fábrica, monitorando em tempo real o comportamento e desempenho de máquinas e processos, detectando oportunidades de melhoria em eficiência energética com engenharia de valor comprovada.

A solução ST-One tem a missão de integrar todos os equipamentos, fornos, balanças e demais máquinas de, pelo menos, um processo produtivo da M. Dias Branco, criando bases de conhecimento on-line, a partir de valores históricos de variáveis de processo, produtividade e qualidade.

MInT Consultoria, por sua vez, é uma startup fundada em 2019, que oferece soluções tecnológicas no setor de inovação em materiais, aplicáveis em diversas áreas, com condições de elevar a produtividade a partir da estabilização de processos.

O Programa Germinar possui arquitetura com três frentes de Inovação Aberta. Além do Germinar Tecnologia, que no programa iniciado em setembro de 2020 teve o Senai CE como parceiro e selecionou startups alinhadas com a Indústria 4.0, há o Germinar Conecta, um programa focado no curto prazo, com pilotos de até três meses e condições de levar soluções rápidas ao negócio, e o Germinar Ventures, focado em foodtechs. A M. Dias Branco dará andamento às duas últimas versões ao longo deste ano.

A parceria entre grandes empresas e startups tem se tornado cada vez mais frequente, uma vez que representa oportunidades para todos os envolvidos. “O Germinar tem sido um sucesso na M. Dias Branco devido aos ganhos proporcionados para toda a cadeia da inovação. A companhia tem condições de testar e validar rapidamente o projeto-piloto, com condições de levar inovação ao negócio de forma rápida, o que inclui eficiência operacional, novas tecnologias digitalização de processos, IOT, machine learning e até mesmo redução de custos. Já para a startup se trata da oportunidade de viabilizar rapidamente a sua solução em uma empresa de grande porte, com a possibilidade de se tornar parceira futuramente”, ressalta Bocchi.

Histórico do Programa Germinar. A ideia nasceu em um processo iniciado no fim de 2017, com uma viagem de executivos da companhia a polos de inovação globais, incluindo o Vale do Silício, na Califórnia (EUA), que abriga as maiores empresas de tecnologia do mundo. Inspirada pelos ganhos mútuos, a M. Dias Branco assumiu a responsabilidade de incentivar o fomento do foodtech a partir da conexão com startups.

A iniciativa começou em 2018, com o objetivo de encontrar novas formas de inovar e aumentar a rentabilidade do negócio, ao mesmo tempo em que impulsiona o crescimento das startups. Na 1ª edição do Germinar, oito startups foram aprovadas para a continuidade do relacionamento, aptas a se manterem como fornecedoras e parceiras de negócios. Dentre as empresas, o destaque, do ponto de vista de inovação em marketing, foi a WinWin. A startup desenvolveu um projeto de game em realidade aumentada para Treloso, uma das 19 marcas da M. Dias Branco.

O game proporcionou uma experiência de caçada às moedas Treloso durante um mês em quatro varejos parceiros, que foram selecionados para a execução em Recife. A ação foi aberta para todos os consumidores, sendo necessário apenas o download do aplicativo Clube Treloso e a presença física em uma das lojas selecionadas para iniciar o jogo. A cada cinco moedas caçadas, o consumidor estava apto a resgatar um brinde. O resultado foi o fortalecimento da relação comercial e o estímulo de compra dos produtos, ao mesmo tempo em que o consumidor foi cativado, fortalecendo a relação com a marca

Em 2019, na 2º edição, seis startups apresentaram projetos viáveis e com condições de manter a parceria comercial com a companhia. Como referência, a Desenvolve dedicou-se a projetos nos segmentos de treinamento digital rápido, criando uma plataforma online, capaz de ser atualizada em tempo real.

Os aprendizados e dicas de profissionais em ambiente fabril, seja no formato de texto ou de vídeo, têm condições para serem visualizados pelos funcionários nas demais plantas industriais da M. Dias Branco, distribuídas em todo o Brasil.

O resultado foi o aumento de performance para a companhia e o engajamento do time no aperfeiçoamento de técnicas e na troca de conhecimento com pessoas fora do seu convívio diário. Outra solução de destaque foi na gestão inteligente de almoxarifado feita pela Ledcorp, que ofereceu solução para o inventário e rastreamento de peças a partir de etiquetas que usam o sistema de RFID (Radio-Frequency IDentification ou, em português, Identificação por Rádio Frequência).

Comments are closed