Crescimento da construção civil: a tecnologia como alavanca para o impulso do setor

Crescimento da construção civil: a tecnologia como alavanca para o impulso do setor

Por Rogério Maciel

A construção civil, que foi pouco desafiada pela pandemia, pois não paralisou suas atividades durante a quarentena, ganhou um novo impulso e deve ser um dos setores com maior crescimento nos próximos anos. Iniciativas governamentais foram decisórias para este aquecimento. Enquanto outros setores fecharam suas portas e reduziram o quadro de funcionários nos últimos meses, a Engenharia e Construção contratou mais de cinco mil pessoas somente durante este período e há previsão de falta de mão de obra com tantos lançamentos imobiliários previstos.

Encerrando positivamente 2020, o ministro da economia, Paulo Guedes, garante que os números continuarão em ascensão nos próximos cinco a dez anos. Mas para que as empresas aproveitem a boa maré do setor, será preciso apostar em tecnologia e automação, construindo bases sistêmicas sólidas para acompanhar a velocidade das atividades deste mercado. No âmbito de sistemas de gestão, será preciso encurtar o caminho entre a informação que ocorre num canteiro de obra e os ERP´s, que gerenciam todo o back office da operação. O setor precisa acelerar sua transformação digital.

Lidando com um grande volume de notas fiscais de entrada de materiais e serviços, além dos pedidos de compras de suprimentos, por exemplo, as empresas deste setor, na maioria, não têm sistemas parametrizados e personalizados para simplificar o apontamento das informações que são geradas dia a dia numa obra, facilitando trâmites como os relacionados às questões fiscais.

Para automatizar tais processos, é necessário conectar o próprio ERP na ponta, ou seja, quem está no campo precisa de um acesso facilitado ao sistema, que normalmente é mais complexo porque foi desenvolvido para aqueles que estão dentro de um escritório. Ajustando módulos, customizando apontamentos ou até mesmo utilizando ferramentas complementares, é possível driblar tais dificuldades e conquistar mobilidade e simplicidade na interface.


Além de automatizar do fluxo e ganhar velocidade, eliminam-se as falhas e as duplicidades de informações. E, em se tratando de uma obra, os processos são cíclicos e as áreas codependentes, por isso, é preciso ter visão e gestão das atividades em tempo real, evitando erros que ocasionam aumento de custos e atrasos no andamento do projeto.

Há uma gama de possibilidades de customizações e personalizações num ERP para facilitar a rotina e o controle de obras e projetos, preparando a construção civil para este “boom” de mercado. Agora, mais que nunca, a automação de sistemas será aliada desse crescimento para, mais que crescer, ser assertivo e organizado, tirando proveito, de fato, deste momento tão esperado do setor.

Rogério Maciel, líder de Tecnologia da Focus IT, consultoria especializada em serviços SAP

http://hubimobiliario.com/

Comments are closed