Impact Hub cria mais de 11 programas e beneficia mais de 10 mil pessoas e organizações em 2020

Impact Hub cria mais de 11 programas e beneficia mais de 10 mil pessoas e organizações em 2020

O Impact Hub é uma organização brasileira globalmente conectada que atua desde 2007 no Brasil. 2020, ano em que completou 13 anos, foi um dos mais desafiadores, em diversos sentidos. Foi um período que exigiu muita coragem e resiliência. “Em março, entendemos que a pandemia do novo coronavírus não seria algo passageiro e, por conta disso, fizemos muitos movimentos estratégicos para nos ajustar ao novo cenário”, afirma Ruy Camargo, diretor de operações do Impact Hub São Paulo.

Desde o surgimento, a organização reúne objetivos individuais a movimentos coletivos, o que permite uma ampla conexão e olhar humano e ousado para os desafios dos diversos setores. E, dessa vez, não foi diferente.

Todos os envolvidos no processo e, até aqueles que ainda não faziam parte, mas queriam ajudar, tiveram que questionar a lógica dos sistemas, engajar pessoas e organizações, além de estabelecer alianças estratégicas para juntos apoiar o desenvolvimento e florescimento do ecossistema de impacto no Brasil e no mundo diante de uma crise de saúde.

“Acredito que atingimos um nível em que inúmeras organizações começaram a questionar os próprios paradigmas e pararam de pensar de forma individual e passaram a agir de uma maneira mais colaborativa com o setor. O alcance de siglas como ESG, a pauta dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e as desigualdades, foram temáticas que ganharam muita relevância nos últimos meses”, explica Luciana Brasil, diretora de marketing da organização.

A pandemia do novo coronavírus fez com que o Impact Hub pensasse, constantemente, em alterar o padrão dos modelos de negócio, para poder ir além, pois o vírus estava desafiando a todos. “Coragem, colaboração e confiança fazem parte do nosso DNA e provamos que a nossa cultura foi decisiva para traçar os resultados deste ano desafiador”, comenta João Vitor Caires , diretor de área de programas.

Resultados

Em 2020, o Impact Hub São Paulo criou 11 programas e conseguiu beneficiar mais de 10 mil pessoas e organizações.

Um dos braços da companhia é a educação empreendedora. Seguindo estratégias minuciosas e, também, pensadas de maneira rápida, pois o tempo é escasso, foi possível desenvolver a cultura de impacto em diversas Etecs e Fatecs em São Paulo e em comunidades empreendedoras de Salvador, Marabá, Açailândia, entre outras. “Em 12 meses, foi possível acelerar mais de 60 Hubs de economia criativa e proporcionar, para todos, uma estruturação de negócio para um segmento que movimenta boa parte da economia do Brasil”, relata Henrique Bussacos, sócio fundador.

Já na esfera da aceleração, o Impact Hub foi responsável por operar o Green Hydrogen Lab, realizado entre Brasil e África do Sul para fomentar o mercado de energia renovável, assunto que está em alta em diversos países. O Green Hydrogen Lab pode solucionar questões relacionadas a energia, mobilidade e uso sustentável de recursos naturais.

A organização também está apoiando, financeiramente, por meio do Fundo Periferia Empreendedora e do Facebook Grants, mais de 7.200 pequenos negócios e pessoas que foram impactados diretamente pela pandemia.

Na frente de inovação, foi criado o IdeiaGov, programa que o Impact Hub está implementando, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. “Criamos o programa para trazer soluções inovadoras de mercado e da sociedade para desafios do Governo. Também queremos oferecer melhores serviços ao cidadão e atuar de forma mais eficiente na gestão pública”, explica Felipe Massami Maruyama, diretor de inovação em governo do Impact Hub à frente do IdeiaGov.

Iniciado em fevereiro, em seis meses de programa, o IdeiaGov lançou 3 causas (Luta contra a COVID-19 e Jornada Digital do Paciente), 8 editais, 1 consulta pública, recebeu 211 propostas e selecionou 10 empresas para solucionar os desafios que foram propostos. Para os próximos três anos, o objetivo é trabalhar para aproximar as soluções para que o Governo se torne mais ágil e eficiente para todos. “Este momento nos aproxima daquilo que mais acreditamos: que o impacto isolado requer ação coletiva”, conta Pablo Handl, sócio fundador da organização.

Reflexões

É importante também, além dos resultados conquistados, ressaltar as reflexões e ensinamentos que o difícil ano de 2020 trouxe. Para toda a liderança da organização, algumas práticas e questionamento foram necessários para que houvesse algum tipo de mudança.

Além da saúde, assuntos sobre intolerância de gênero e racial também estiveram presentes, por conta dos inúmeros episódios de preconceito que foram vistos ao redor do mundo. Para lidar com essas questões, o Impact Hub criou debates com a comunidade para falar sobre o racismo no ambiente de trabalho e na estrutura de governança e, um comitê para questionar o racismo estrutural e também a pauta LGBTQIA+.

“Acredito que todos os dias estamos aprendendo coisas novas e contratamos a Papo Consultoria para nos apoiar a desenvolver a nossa política e comitê de diversidade. Ainda estamos em fase de desenvolvimento, mas assinamos o manifesto anti-racista e estabelecemos critérios para as nossas políticas de inclusão, como, por exemplo, um questionário de declaração de gênero, raça, orientação sexual, senso de classificação por ordem de vulnerabilidade e priorização na avaliação”, comenta Ruy Camargo.

Outra importante reflexão foi sobre o mercado de trabalho. Mesmo enfrentando uma crise econômica, foi possível realizar contratações, não demitir ninguém e identificar que a equipe é bem diversificada, com 61% de mulheres, 32% colaboradores negros e 15% do grupo LGBTQIA+.

“Em um ano com tantos desafios, decidimos prototipar o futuro. Encerramos alguns ciclos, desativando nosso espaço em Pinheiros e decidimos avançar na gestão do espaço do IdeiaGov. Continuaremos, em 2021, presentes também em todos os espaços que tivemos a oportunidade de co-criar como Onono da BASF, o Galpão Zona Leste, a nova sede do Imaflora, espaços da Natura, entre outros. Queremos seguir com nossos atuais e futuros colaboradores nessa jornada empreendedora em que se renovar e enfrentar os novos desafios é uma grande oportunidade de fazer a diferença”, finaliza Luciana Brasil, diretora de Marketing do Impact Hub.

Comments are closed