Em ano de pandemia, mais de 70% dos brasileiros se sentem confortáveis ao comprar pela internet, revela estudo da OLX

Em ano de pandemia, mais de 70% dos brasileiros se sentem confortáveis ao comprar pela internet, revela estudo da OLX

Comprar pela internet tem sido um hábito cada vez mais comum entre os brasileiros e que se intensificou em 2020 com a pandemia e o isolamento social. A conclusão vem da pesquisa inédita Brasil Digital, desenvolvida pela OLX, uma das maiores plataformas de compra e venda online. O levantamento revela que 71% dos consumidores se sentem confortáveis para realizar compras no comércio eletrônico.

A pesquisa busca traçar as práticas de segurança do brasileiro e suas preferências entre formas de pagamento no comércio eletrônico. Para isso, entrevistou 1.906 pessoas, entre os dias 19 de setembro e 19 de outubro de 2020.

Na hora de comprar em lojas virtuais, 34% dos entrevistados indicaram o cartão de crédito como a opção preferida para pagamento. Outros 34% preferem pagar via boleto bancário e 13% preferem em dinheiro.

Já para a compra de itens seminovos ou usados, a preferência pelo modo de pagamento do consumidor muda. Segundo a pesquisa, 51% dos entrevistados preferem pagar em dinheiro vivo e 14% escolhem a opção de cartão de crédito. Outros 11% optam por pagar de forma online, por meio de aplicativos de pagamento ou QR Code.

Em um ano marcado pelos impactos econômicos da pandemia da Covid-19, o e-commerce bateu recorde no Brasil e no mundo. Dados do setor apontam que o crescimento das vendas online no primeiro semestre foi o maior dos últimos 20 anos, segundo Ebit/Nielsen.

“O brasileiro vive uma nova realidade de comércio e entende que no online é possível encontrar desde bens de consumo e serviços à delivery de comida. O e-commerce se sobressaiu durante o isolamento social, porque facilitou a jornada de muitas pessoas que puderam adquirir itens de sua necessidade sem precisar sair de casa. Esse é um novo hábito que veio para ficar”, destaca Lucas Vargas, General Manager da OLX.

Dinheiro de Volta

A pesquisa Brasil Digital também constatou a popularização do cashback, recurso em que é possível ter de volta parte do valor pago em uma compra de produtos ou serviço em determinados locais.

Entre os entrevistados, 73% disseram conhecer esse tipo de sistema, mas apenas 29% confirmam ter utilizado ou utilizarem com alguma frequência.

Carteira Digital

Em 2020, o comércio online também foi uma alternativa para gerar renda extra com a venda de itens usados. A pesquisa, porém, identificou que 31% dos entrevistados não fazem uso de carteiras digitais, recursos desenvolvidos para facilitar os processos de pagamento e recebimento de valores.

Atenta às necessidades dos usuários diante do novo normal da pandemia, a OLX lançou em julho sua carteira digital OLX Pay, que permite, em algumas categorias da plataforma, o pagamento parcelado em até 12 vezes no cartão, além da opção de frete. Também dispõe do recurso Compra Segura, que garante ao vendedor o recebimento dos valores pagos ao mesmo tempo que assegura ao consumidor o direito de devolver o item em caso de problemas ou divergências.

“O e-commerce também é uma oportunidade de negócio para os pequenos empreendedores e para quem busca renda extra. A OLX investe em tecnologia para tornar esse ambiente mais democrático e, com a OLX Pay, isso se tornou ainda mais possível. Quem vende, recebe o pagamento na conta em até 24 horas após fazer a venda e pode utilizar o valor recebido para comprar na plataforma ou mesmo transferir o dinheiro para um banco de sua preferência”, explica Vargas.

A OLX Pay está disponível para todos os usuários da plataforma que queiram comprar ou vender nas categorias de bens de consumo, como eletrônicos, celulares, móveis, eletrodomésticos, roupas e calçados com valores até R$ 3 mil.

Comments are closed