Bradesco é o único banco brasileiro reconhecido no "Open Innovation Challengers"

Bradesco é o único banco brasileiro reconhecido no “Open Innovation Challengers”

O Bradesco está entre os 25 “Open Innovation Challengers” do Corporate Startup Stars Awards 2020, premiação global que reconhece as companhias mais ativas em iniciativas de inovação aberta, por meio de indicações de startups convidadas, possibilitando um ambiente mais colaborativo entre startups e grandes corporações. A ação é organizada pela consultoria internacional Mind The Bridge em parceria com a Câmara de Comércio Internacional (ICC). Com sua primeira edição global, esta premiação já está em sua quinta edição e é umas das mais prestigiadas da Europa.

O Bradesco atua desde 2014 com startups e fintechs por meio do ecossistema inovabra, composto por oito programas de ação complementares, sendo eles: habitat, lab, ventures, internacional, hub, startups, polos e pesquisa. Em 2018, o banco lançou o inovabra habitat, ambiente de coinovação, com atuação física e digital, que representa um importante elemento de apoio para viabilizar a estratégia de inovação aberta e que conta atualmente com cerca de 169 startups e 75 empresas residentes, totalizando 1.500 pessoas trabalhando de forma colaborativa para inovar. Mais de 240 contratos já foram firmados entre empresas e startups residentes no espaço, sendo 16 deles entre Bradesco e startups em 2019. O inovabra habitat conta ainda com mais de 1 mil startups conectadas por meio dos centros parceiros ACATE e Porto Digital.

Entre 2018 e 2020, o ecossistema inovabra já somou 186 MVPs e 74 deles já avançaram para a fase de contratação e desenvolvimento interno. Nesse período, também foram mais de 3 mil startups analisadas ​​e mais de 60 provas de conceito concluídas. Hoje, são nove startups em negociação, sendo 17 contratadas e 10 investidas pelo inovabra ventures.,

“Colaborar para inovar resume o conceito de inovação aberta. É a forma que o Bradesco adota para garantir a continuidade do seu negócio em um cenário de rápidas mudanças. Além disso, é uma relação ganha-ganha. Nós aprendemos com a essência ágil, experimental e adaptável das startups e, por outro lado, investimos e contribuímos para aprimorar suas soluções, agregando nossa experiência e conhecimento como uma organização sólida e com uma grande rede de relacionamento”, destaca Walkiria Marchetti, diretora executiva do Bradesco.

Sobre a premiação

A seleção das empresas premiadas foi realizada por meio de uma chamada pública, em que as startups são convidadas a indicar as corporações mais ativas e amigáveis ​​no trabalho com pequenos negócios. As companhias nomeadas foram então convidadas a se candidatar ao Corporate Startup Stars Awards, fornecendo informações detalhadas e referências sobre sua estratégia de inovação aberta, como organização, estrutura, processos e cultura – atividades como scouting, aceleradores, compras de startups, investimento, aquisições e resultados alcançados.

“A inovação em tempos desafiadores é mais vital do que nunca. Embora essas empresas pioneiras estejam desempenhando um papel de liderança em seus respectivos ecossistemas, elas também estão tendo um impacto internacional. Mostrar histórias de sucesso e reconhecer os melhores esforços da classe por meio desses prêmios contribui para um ciclo virtuoso de influência positiva que ajuda a estimular o crescimento de startups corporativas e a colaboração globalmente”, disse John W.H. Denton AO, Secretário-Geral da Câmara de Comércio Internacional.

Para saber mais sobre o programa de inovação aberta do Bradesco, acesse o site https://www.inovabra.com.br.

Comments are closed