Black Friday: Linx faz força-tarefa à distância e aumenta 100% estrutura de nuvem

Black Friday: Linx faz força-tarefa à distância e aumenta 100% estrutura de nuvem

Fábio Alves, diretor de Infraestrutura e Governança de TI na Linx

A Black Friday, principal data para movimentação do varejo brasileiro e carregada de expectativa para retomada do setor neste ano, exigiu uma operação especial, pela primeira vez remota, da Linx, líder e especialista em tecnologia para o varejo. A empresa estruturou uma operação especial com mais de 150 colaboradores exclusivamente dedicados para o dia 27 de novembro e investiu no aumento de 100% de recursos em nuvem para a data, já que a grande projeção era disparo em vendas digitais neste ano devido ao isolamento social e restrições do varejo físico.

As verticais tradicionalmente mais requisitadas na data também receberam reforço. Apenas no segmento de moda, cerca de 95% da estrutura em nuvem foi aumentada, enquanto em Fiscal Flow, área dedicada à emissão de notas fiscais, o crescimento da infraestrutura atingiu 100%. Para além da preparação em recursos tecnológicos, essa Black Friday também exigiu uma nova mentalidade da equipe. “Para suportarmos essa demanda, nossa equipe trabalhou com horários em escalas alternadas para cobrir as 24h completas do dia. A diferença, no entanto, é que foi a primeira Black Friday com quase todo o time trabalhando de casa e tivemos que nos preparar para essa novidade”, explica Fábio Alves, diretor de Infraestrutura e Governança de TI na Linx.

Dados apontam que a preparação digital foi acertada: as vendas online saltaram 32% na sexta-feira, em comparação com o ano anterior. A Linx registrou também crescimento de 19% no volume de buscas online de produtos nas 24 horas da data, alcançando a marca de 48 milhões. Somando todas as soluções da Linx, o pico de requisições por minuto chegou a 3,9 milhões. Na data, o destaque ficou por conta da modalidade de compra online com envio a partir da loja mais próxima, proporcionando maior agilidade na entrega, com salto de 142% em relação ao ano passado e representando 57% do total de pedidos. Segundo a empresa, o tráfego foi bastante intenso durante toda a sexta-feira, com registros de picos e constante carga até as últimas horas da Black Friday.

Mesmo com os picos e crescimentos na movimentação e vendas dos varejistas, a empresa não registrou falhas ou interrupções nos sistemas, problemas que poderiam atrapalhar o desempenho dos lojistas. A exemplo, a performance da plataforma de e-commerce da Linx foi 100% de uptime, jargão de tecnologia que indica que não houve queda da plataforma em nenhum momento do dia. “Sabemos que dois minutos perdidos em um site de nossos clientes poderia definir o sucesso nos resultados da Black Friday para ele. Por isso, o preparo de toda a nossa infraestrutura tem uma estratégia que começa meses antes da grande data e estamos extremamente orgulhosos da estabilidade conquistada”, finaliza Alves.

Comments are closed