Fusões e aquisições têm alta no 3º trimestre, aponta KPMG

Fusões e aquisições têm alta no 3º trimestre, aponta KPMG

Segundo levantamento realizado pela KPMG, o número de fusões e aquisições de empresas no Brasil, realizadas entre julho e setembro deste ano, cresceu em 53% comparado com o segundo trimestre, um salto de 228 transações para 348, a melhor parcial deste ano. Se comparada com os primeiros três meses de 2020, também existe um aumento de 22%, quando ocorreram 286 operações. No acumulado deste ano foram realizadas 862 fusões e aquisições, uma leve queda de 1,9% comparado com o mesmo período de 2019, quando foram registradas 879 negociações.

No comparativo do terceiro trimestre de ano com o mesmo período do ano passado, a pesquisa mostra um leve aumento de 4%, quando aconteceram 348 e 336 operações respectivamente; confrontando com o mesmo período de 2017 houve um crescimento de 75% (199 transações), e de 2018 com aumento 32% (263 operações).

“Apesar do impacto da pandemia nos negócios, o número de transações realizadas surpreendeu e registrou um aumento. Os indicadores são fortemente suportados pelos setores de empresas de internet e tecnologia da informação que anteciparam uma série de movimentos que deveriam ser realizados em um prazo mais longo e que devido à transformação digitais imposta pela pandemia foram fortemente disputados por investidores estratégicos e fundos de venture capital.”, explica o sócio-líder de fusões e aquisições da KPMG no Brasil, Luis Motta.

O levantamento mostrou ainda que o terceiro trimestre (348) deste ano foi o segundo melhor desde quando a pesquisa KPMG foi iniciada em 1999. Esse período ficou atrás apenas do quarto trimestre do ano passado, quando ocorreu o recorde de transações com 352 negócios concretizados.

Empresas de internet lideram o ranking:

O levantamento também aponta como cada setor da indústria brasileira se comportou no terceiro trimestre. Em destaque, aparecem as empresas de internet com 116 operações no período. Em seguida, estão os segmentos de tecnologia da informação com 57 transações, instituições financeiras com 25 negociações, companhias de energia com 19 operações e serviços para empresas com 16 transações.

Com relação aos tipos de operações realizadas no terceiro trimestre, do total de 348, o número de transações domésticas foi de 239, CB1 foram 86; CB2 somaram 16; CB3 e CB4 concretizaram três negociações cada; e uma transação de CB5

Legendas:
Transações Domésticas: entre empresas de capital brasileiro.
CB1: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de brasileiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.
CB2: Empresa de capital majoritário brasileiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no exterior.
CB3: Empresa de capital majoritário brasileiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.
CB4: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.
CB5: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de brasileiros, capital de empresa estabelecida no exterior.

Comments are closed