Nobel de Física e EMBRAPII debatem estratégia para indústria de grafeno no Brasil

Nobel de Física e EMBRAPII debatem estratégia para indústria de grafeno no Brasil

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII) e a Consultoria Planar, especializada em grafeno, firmam acordo para criar uma rede de inovação entre as Unidades EMBRAPII voltadas para o desenvolvimento de P&D com o grafeno. A assinatura ocorre, em evento online nesta quarta-feira (14), com a presença do Konstantin Novoselov, Prêmio Nobel de Física pelo isolamento do material, e do secretário de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim. Disponível no Canal Inovação: http://youtu.be/7x1NhNsyFg8

“O Grafeno terá um grande impacto na indústria, capaz de transformar modelos de negócio, padrões de concorrência e estruturas de mercado. Com a parceria, pretendemos promover a colaboração recíproca, agregar conhecimento e promover a inovação com o uso do Grafeno em nossas Unidades EMBRAPII. Assim, poderemos atender a um amplo espectro de setores industriais potencialmente beneficiados pela exploração de tecnologia, tornando nossa indústria mais forte e competitiva”, destaca o diretor de Operações da EMBRAPII, Carlos Eduardo Pereira.

O grafeno tem incríveis propriedades físicas, além de ser o mais leve e fino material existente, é duzentas vezes mais forte do que o aço e considerado o melhor material condutor de calor e de eletricidade. Somam-se ainda à lista de características a alta flexibilidade, impermeabilidade e transparência do material. Para Ricardo Schaefer, Ceo da Planar, a combinação única de propriedades superlativas do grafeno, o torna uma plataforma tecnológica que impacta dezenas de setores industriais.

“Neste sentido, a parceria com a EMBRAPII significa poder elevar o nível de maturidade tecnológica relativo ao uso do grafeno por meio de projetos cooperativos de P&D que busquem identificar e criar novas rotas para o desenvolvimento de inovadoras aplicações comerciais”, reforça Schaefer.

O Brasil é um dos países com maior reserva de grafite, fonte do grafeno, ao lado da China e do Canadá.

Comments are closed