Marcelo Claure: “O futuro do trabalho é flexível, e não só para os espaços de trabalho”

O modelo de trabalho tradicional, das 9h às 18h, de segunda a sexta-feira pode estar fadado ao fim. Mas o escritório não vai acabar. Espaços de trabalho flexíveis se tornam a cada dia mais vivos e relevantes. Esta é a avaliação de Marcelo Claure, CEO do Softbank e Executive Chairman da WeWork, em sua fala na abertura do encontro on-line WeWork Latam Summit – That’s How Tomorrow Works. O evento, focado nos novos desafios devido à COVID-19 na América Latina, reúne líderes empresariais para discutir as mudanças na rotina das companhias, tais como a necessidade de reavaliar seus modelos de negócios, priorizando a agilidade, flexibilidade e a segurança de funcionários. “Todos nós precisamos de ambientes adequados para nos concentrarmos, criarmos e colaborarmos”, afirma o executivo.

Recentemente, a WeWork conduziu um estudo global para entender a percepção dos profissionais em relação ao trabalho no contexto pós-pandemia. “Noventa por cento dos entrevistados disseram que gostariam de voltar ao escritório pelo menos um dia por semana. Vinte por cento desse grupo disseram que gostariam de retornar cinco dias completos por semana. Por quê? Pela colaboração, conexão, e trabalho em equipe”, explica Claure. Segundo o levantamento, em geral, trabalhar exclusivamente em casa pode gerar efeitos negativos sobre a capacidade de brainstorming, aprendizagem e troca entre colegas, diminuindo a capacidade de criatividade e inovação das empresas, questão crítica para o sucesso a longo prazo.

Líder global em espaços de trabalho, a WeWork ainda conta com novos produtos, desenvolvidos para garantir ainda mais flexibilidade a seus membros, como o recém-lançado All Access, que dá acesso a qualquer prédio da empresa em todo o mundo, e o WeWork On Demand, que permite o uso dos espaços conforme a necessidade de cada empresa ou colaborador.

E essa flexibilidade ultrapassa a realidade dos espaços de trabalho, em que empresas buscam contratos de locação flexíveis, soluções híbridas que aliem home-office a momentos de interação no escritório, ou descentralização da força de trabalho em diferentes endereços, para que os profissionais percam menos tempo no trajeto ao trabalho. Prova disso é a recente parceria da empresa com universidades ao redor do mundo para apoiá-las na oferta de estruturas equipadas e seguras a seus alunos em todo o mundo.

“Acabamos de lançar uma parceria com a Universidade do Arizona, expandindo sua rede global de microcampus para incluir 490 locais WeWork em 80 cidades e 37 países – permitindo que os alunos continuem a buscar seu diploma em qualquer lugar do mundo”, explica o executivo. “O futuro do trabalho é a flexibilidade e a WeWork será a líder em espaço flexível”, finaliza.

O WeWork Latam Summit – That’s How Tomorrow Works conta ainda com palestras de importantes nomes, como Chris Gardner, palestrante motivacional e inspirador do filme “À procura da Felicidade”; Leandro Caldeira, CEO América Latina do GymPass; Marcos Grilanda, MCO da Amazon Web Services; Maria Paula Arregui, VP e COO do Mercado Pago; e Simón Borrero, CEO da Rappi.

O evento, on-line, é gratuito e aberto ao público. Para se inscrever e acompanhar as palestras, basta acessar weworksummit.com/ pt / . Após o fim do evento, as gravações ficarão disponíveis para o público no mesmo link.

Marcado , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.