Oracle oferece 1500 mil vagas gratuitas em curso de TI para capacitar pessoas de baixa renda

Com histórico de apoio à educação e empregabilidade, que destaca seu propósito de transformar o mundo empoderando as pessoas por meio da inovação, a Oracle disponibiliza 1.500 vagas gratuitas em seu programa Oracle Next Education (ONE) para as Instituições parceiras Gerando Falcões, Instituto PROA, Meu Futuro Digital, Soul Bilíngue, Meninas Negras, Oi Futuro, Cloud Girls, Labora e CIEE.

Lançado em dezembro de 2019, o programa oferece, numa primeira etapa, cursos avançados de TI e empreendedorismo para a preparação de pessoas de baixa renda. Além de já formar mais de 2 mil jovens, a iniciativa traz ainda um grande diferencial: aproximar os formados das oportunidades de trabalho em grandes empresas.

Segundo um estudo realizado pelo Instituto of the future, entre 75% e 85% das profissões que existirão em 2030, ainda não foram criadas. A análise do Big Data, Internet das Coisas, Realidade Virtual, Realidade Aumentada, Inteligência Artificial e a capacidade de resolver problemas complexos, exigirá mão de obra qualificada com formação especializada e uma base muito prática. Assim, aprender como se posicionar, ampliar conhecimentos de TI, incentivar o espírito empreendedor com novas ideias e projetos são temas-base que sustentam o programa ONE.

As principais etapas do ONE compreendem capacitação e conexão com empresas aliadas interessadas em recrutar esses novos talentos. A formação conta com treinamento online de aproximadamente 420 horas disponíveis para obter conteúdo técnico em TI, aptidões essenciais para aprimorar a comunicação, como se preparar para o mercado de trabalho e práticas de como inovar. Já sobre o tema de conexão, clientes e parceiros considerarão os participantes do programa em eventuais processos seletivos, já que o mercado de trabalho está sempre em busca dos profissionais do futuro.

Hoje há uma lacuna de aproximadamente 300 mil profissionais de TI no Brasil. As vagas não estão sendo ocupadas por falta de especialização necessária. Pensando nisso, o ONE surgiu como um fio condutor que conecta pessoas com pouco acesso à educação, ao ensino de tecnologia e, posteriormente a essas vagas ociosas, assim reduzindo esse impacto no mercado e incentivando a inovação no país. “A educação é um dos pilares que acreditamos como impulso para a transformação da sociedade. Queremos contribuir com essa mudança oferecendo oportunidade para que os que não tem acesso ao sistema educacional de qualidade sejam empoderados com conhecimento e com a conexão com as empresas, acelerem a transformação em suas vidas”, diz Gabriel Vallejo, vice-presidente de Marketing da Oracle América Latina, um dos idealizadores do projeto.

Novos profissionais em TI

Uma das alunas formadas no ONE é a Julia Santos, que viu no programa uma oportunidade para ingressar na área de TI. Baiana, mulher negra, filha de pai ambulante e mãe doméstica, Júlia é a primeira geração da família a ingressar no ensino superior. Estudante de Sistemas da Informação, ela terminou toda a grade do ONE e se candidatou à uma vaga de estágio na Bayer. Foi a única mulher entre os 10 candidatos que concorriam a apenas três vagas – e conseguiu passar com sucesso. Ela comenta que ‘sendo na maioria das vezes a minoria, acredito que integridade é um valor essencial para se manter e se posicionar neste contexto”.

Rosivado Jesus é outro exemplo que viu no programa uma oportunidade de mudança de carreira. Aos 30 anos, saiu da Bahia para São Paulo motivado por um sonho, estudar tecnologia. O alto custo dos cursos o fez ir para outra área, mas não desistiu do objetivo. “Sempre tive vontade de estudar informática, mas como os valores cobrados não condiziam com a minha realidade, decidi fazer trabalhos elétricos. Quase 10 anos depois, a Oracle lançou o ONE e com menos de R$ 100 consegui realizar o meu sonho de estudar o que sempre quis”, diz Rosilvado.

Marcado , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.