Petrobras adota modelo permanente de teletrabalho

A diretoria executiva da Petrobras aprovou, na última sexta-feira (28/08), as regras para implantação do modelo permanente de teletrabalho na companhia. O modelo será voltado aos empregados de regime administrativo e começará a ser implantado quando for autorizado o retorno desses empregados aos seus locais de trabalho presencial. 

A aprovação antecipada reflete o momento de transformação cultural e digital que a Petrobras está vivendo e o compromisso em ouvir as demandas dos trabalhadores, que têm buscado cada vez mais a conciliação entre a vida profissional e a pessoal, melhor uso do seu tempo e maior flexibilidade. O modelo permanente também pode ajudar na redução de custos por meio da otimização da ocupação de prédios administrativos. 

O teletrabalho permanente tem adesão voluntária e limite de até três dias por semana. Com esse modelo híbrido de atuação, nas instalações e à distância, será mantida a interação presencial entre colegas, o que contribui para a construção do sentimento de time, o desenvolvimento das pessoas e o fortalecimento da cultura Petrobras. 

A construção do modelo levou em conta as escutas, feitas por meio de reuniões com as entidades sindicais e pesquisa interna, além de práticas observadas em outras empresas. 

“Vamos continuar criando as condições necessárias para que nossos colaboradores possam realizar todo o seu potencial, implantando práticas de Recursos Humanos coerentes com nosso tempo, que nos colocam em posição de vanguarda em relação ao mercado”, afirma o gerente executivo de Recursos Humanos, Claudio Costa.  

O teletrabalho praticado atualmente em função da pandemia, no modelo de cinco dias por semana, será mantido até o fim do ano. A Petrobras continuará monitorando os cenários interno e externo, com avaliação constante das decisões tomadas, tendo sempre como foco a segurança de todos. 

Fonte: Petrobras

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.