78% dos consumidores brasileiros eliminaram ou diminuíram o uso de dinheiro desde a chegada da COVID-19

A Visa publicou o estudo Visa Back to Business onde avalia a drástica migração para o comércio digital em resposta à pandemia de COVID-19, impulsionada, em grande parte, pela mudança nas expectativas dos consumidores e sua busca por um momento de pagamento seguro e sem contato. Segundo o estudo realizado em oito países com consumidores e micro e pequenas empresas (PMEs), 73% dos brasileiros mudaram seu método de pagamento para reduzir o contato e 84% das PMEs brasileiras tentaram uma nova estratégia para manter seu negócio nos trilhos, enquanto 67% das PMEs no mundo todo fizeram o mesmo. Mais de 78% dos consumidores brasileiros estão usando menos dinheiro – ou eliminaram totalmente seu uso – desde o início da pandemia.

“As empresas e os consumidores brasileiros são ágeis e, em pouco tempo, já adquiriram a expectativa de um comércio digital-first. Com as PMEs no mundo todo sentindo o impacto financeiro da COVID-19, os brasileiros mudaram sua maneira de abordar os pagamentos digitais e o e-commerce para priorizar a segurança durante a COVID-19”, diz Fernando Pantaleão, vice-presidente de Soluções para o Comércio da Visa do Brasil. “Os consumidores do Brasil e de toda a América Latina e Caribe entenderam que podem comprar praticamente qualquer produto digitalmente e retirá-lo via drive-thru, recebê-lo em casa ou buscá-lo na loja. Hoje, nas lojas brasileiras, os pagamentos sem contato marcam tanta presença no checkout quanto as máscaras faciais e o álcool gel, e muitas dessas novas experiências estão se tornando um hábito”.

Consumidores brasileiros e PMEs adotam o comércio digital e novas estratégias

Embora estejam incrivelmente otimistas, as PMEs brasileiras têm suas preocupações: 64% delas querem atrair novos consumidores (vs. 40% globalmente) e, mais de metade, perdeu receita depois do início da pandemia. Para resolver isso, estão abraçando o comércio digital e outras estratégias, entre as quais:

• 50% das PMEs brasileiras estão migrando seu negócio para o canal online;

• 50% estão usando publicidade direcionada nas redes sociais;

• 33% estão oferecendo entrega residencial;

• 30% aceitam pagamentos por aproximação com celulares ou cartões, por exemplo;

• 87% dos consumidores brasileiros estão tomando medidas para manter seus cartões limpos .

Os consumidores brasileiros também estão adotando o digital. Quase três quartos (73%) dos consumidores brasileiros mudaram seu método de pagamento desde o início da COVID-19; 56% compram on-line sempre que possível, e 43% usam pagamentos por aproximação. A maioria dos consumidores eliminou ou diminuiu o uso de dinheiro (78%).

A Visa está comprometida a ajudar a PME no Brasil e no mundo

O estudo Visa Back to Business é a mais recente de uma série de iniciativas da Visa para oferecer as ferramentas e recursos que as PMEs precisam para se reconstruir ou construir negócios mais fortes. No Brasil, a Visa lançou o Vai de Visa, parte do movimento #compredopequeno, ajudando o pequeno comerciante a encontrar os parceiros certos para criar suas lojas e a recompensar os consumidores que compram serviços e produtos perto de casa.

“A Visa está comprometida em ajudar os consumidores e as PMEs brasileiras a se recuperarem da COVID-19”, diz Pantaleão. “Sabemos que bancos, estabelecimentos comerciais e consumidores precisam estar bem informados para tomar suas decisões, e é por isso que investimos em estudos como o ‘Visa Back to Business’ e em programas como o Vai de Visa. Queremos que as pequenas empresas saibam que a Visa pode ajudá-las a atender às novas necessidades e expectativas dos seus clientes de uma forma rápida, fácil e com reflexos duradouros em seu negócio”.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.