IdeiaGov anuncia selecionados pelo edital de diagnóstico da COVID-19 por meio de exames de imagem

IdeiaGov anuncia selecionados pelo edital de diagnóstico da COVID-19 por meio de exames de imagem

O IdeiaGov, Hub de inovação que traz soluções de mercado e da sociedade para desafios do Governo do Estado de São Paulo, selecionou três proponentes para participarem do desafio tecnológico e encontrarem uma solução para o uso de algoritmo de inteligência artificial para diagnóstico da COVID-19 por meio de imagem de tomografia computadorizada e raios-x de tórax.

Os três selecionados para cumprirem o desafio e mostrarem como a inteligência artificial pode estar atrelada a benefícios da saúde foram: Consórcio entre MICLB FEEC Unicamp e Neuralmin, Otawa Health e Visibilia.

O consórcio entre MICLB FEEC Unicamp e Neuralmin apresentou uma solução que pode ser utilizada tanto na radiografia do tórax quanto na tomografia computadorizada e que envolve o uso de redes neurais convolucionais (CNN), visando melhorar a eficiência nas decisões e no atendimento.

Já Otawa Health, que tem experiência em desenvolvimento de aplicativos móveis e em projetos de inteligência artificial, criou uma ferramenta AIIA COVID-19 para detecção de probabilidade para COVID-19 por meio de imagens de raio-x.

A Visibilia, consultoria latino-americana especializada em aplicação e desenvolvimento de soluções estratégicas empresariais, apresentou um sistema nomeado de FADCIL, que vai fazer a identificação automática de coronavírus em imagens médicas do pulmão usando Deep Learning, tipo de machine learning que treina computadores para realizar tarefas como seres humanos, o que inclui reconhecimento de fala, identificação de imagem e previsões.

“O desafio foi muito bem definido e as soluções escolhidas cumpriram, exatamente, o que nós estávamos esperando do uso da inteligência artificial para diagnóstico por imagem”, explica Felipe Massami Maruyama, diretor de inovação em governo do Impact Hub à frente do IdeiaGov.

“Trata-se de uma nova e esperada etapa da plataforma RadVid-19 – que faz parte do IdeiaGov – e desde abril tem contribuído no diagnóstico do novo coronavírus em hospitais de todo o país. Agora, com estas empresas selecionadas poderemos trabalhar com algoritmo nacional e dar sequência a este projeto”, explica o Prof. Dr Giovanni Guido Cerri, presidente do Centro de Inovação Tecnológica – InovaHC do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo(HCFMUSP).

Benefícios

As empresas vão ter acesso as equipes técnicas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) e da Companhia de Processamento de Dados de São Paulo (PRODESP), para orientação, apoio na execução de provas de conceito e testes pilotos, além de troca de informações técnicas, de caráter não sigiloso, relacionadas ao enfrentamento da pandemia de Covid-19.

Além disso, vão contar com um direcionamento ao HCFMUSP ou a outras Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (“ICTs”) ligadas à Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo (SES) para realização de testes, casos de uso e projetos piloto e, também, poderão aplicar a solução em ambientes de uso real para a testagem e validação do método tanto para aprovação tecnológica quanto mercadológica.

Eles também serão conectados com potenciais fornecedores e parceiros para o escalonamento da produção em escala da solução que foi apresentada, vão receber suporte para a internacionalização das soluções que forem implementadas e terão uma conexão entre os proponentes dos projetos selecionados com investidores-anjo e fundos de venture capital, bem como fontes de financiamento público e privado de PD&l.

Comments are closed