Greve dos Correios: Startup cria calculadora de fretes para ajudar lojistas virtuais a encontrarem alternativa de envios

Nos últimos dias, a Fentect (Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios, Telégrafos e Similares) anunciou uma possível greve dos funcionários dos Correios para o dia 18 de Agosto. Só para se ter uma ideia, uma pesquisa da plataforma de e-commerce Loja Integrada mostrou que 86% dos pequenos e médios e-commerces usam os Correios como principal forma de envio seguido por transportadoras e motoboys.

Por isso, neste momento é preciso estar atento e se adequar às diversas possibilidades que o mercado de logística oferece, em casos como esse uma das principais saídas é a parceria com empresas que contam com diferentes tipos de integrações para entrega. É o caso do Melhor Envio, plataforma de gestão de fretes que ajuda empreendedores a otimizarem tempo, ganharem competitividade com fretes mais baratos, integrações e rastreios automatizados.

Entre as funcionalidades da plataforma, a calculadora de fretes é que mais chama a atenção e neste momento pode ser usada com a funcionalidade de entender e usar novos caminhos para não parar as entregas durante a greve. Com o uso da calculadora, é possível inserir o tamanho do pacote, peso e destinatário. Em segundos, o resultado aparece com uma tabela com valores e diversos meios de envio, o que facilitará para o empreendedor a escolha do melhor caminho para as suas encomendas. Tudo isso sem precisar dos servidores das transportadoras, ou seja, mesmo que a demanda esteja alta e o sistema de alguma delas caia, as lojas integradas à plataforma continuarão com suas cotações funcionando normalmente.

“Nossa startup conta com cinco transportadoras integradas ao sistema, dessa forma, conseguimos oferecer geração de fretes, monitoramento em tempo real, sem mensalidade para o e-commerce, pagando apenas pelo envio gerado na plataforma”, explica Éder Medeiros – CEO da plataforma.

O especialista em fretes, deixou abaixo algumas dicas que podem ajudar neste momento e no futuro para que o seu e-commerce continue em alta.

1) Ajuste os prazos de entrega
Em seu e-commerce, aumente os prazos de entrega informados aos clientes. Dessa forma, o consumidor ao realizar a compra ficará ciente sobre o tempo de entrega do produto.

2) Ofereça diversas opções de frete
Nunca dependa de apenas uma opção de entrega. Use um mix de transportadoras ou meios de frete, dessa forma é possível oferecer outras alternativas fretes mais baratos e mais rápidos.

3) Avise seus clientes
Neste momento é preciso oferecer total transparência, portanto, avise sobre o possível problema e explique que talvez a demanda para entrega demore mais do que o esperado.

4) Utilize transportadoras privadas
Com o Melhor Envio, o empreendedor pode utilizar transportadoras privadas com descontos exclusivos, vantagem essa que pode ser repassada para o seu consumidor final. As transportadoras privadas correm pouco risco de paralisação.

5) Atente-se às novidades e a normalização
Aproveite o momento para se aproximar do cliente, tenha um pós-venda proativo e que passe informações sobre a greve e a possível normalização dos serviços. Seja uma fonte confiável nesse momento tão delicado. Isso mostrará o seu interesse em ajudar o seu consumidor.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.