PepsiCo impulsiona mulheres no empreendedorismo com o programa Mulheres com Propósito

A PepsiCo, uma das maiores empresas de alimentos e bebidas no mundo, tem entre suas prioridades contribuir com a promoção da equidade de gênero. Como reflexo desse direcionamento, a operação brasileira já conta com 44% de mulheres em posições de liderança, e a meta é atingir 50% até 2025. Dentro dessa premissa, a companhia também incentiva a representatividade feminina da porta para fora, no mercado de trabalho, por meio do programa Mulheres com Propósito que, em parceria com o FUNDES América Latina, potencializa o empreendedorismo feminino no país com capacitação de mulheres que desejam iniciar ou melhorar seus negócios.

O Mulheres com Propósito visa aumentar a receita das participantes e facilitar a incorporação de seus negócios na cadeia de valor. Ao todo, mais de 900 mulheres já passaram pelos encontros desde seu lançamento em 2018 no Brasil; na América Latina foram 10 mil impactadas diretamente, colhendo bons frutos.

O programa foi desenvolvido com foco em três frentes: ampliar oportunidades no mercado de trabalho, abrir o próprio negócio e planejar a vida profissional e financeira. A capacitação acontece por meio de quatro oficinas e também com a disponibilização de uma plataforma on-line com diversos cursos com temas que permeiam a criação ou aprimoramento de seus próprios negócios, passando por aulas desde precificação até comunicação.

Após a conclusão dos cursos do Mulheres com Propósito, aquelas que sentem necessidade de um olhar ainda mais individual para os seus empreendimentos, podem se candidatar à etapa de Mentoria. Em seguida, é realizada uma seleção de acordo com o perfil do negócio e quantidade de mentoras disponíveis. Na mentoria, as empreendedoras têm acesso a um acompanhamento personalizado junto com uma mentora, que divide ferramentas e conteúdos que podem trazer impacto positivo no desenvolvimento do negócio; além de aumentar o networking e abrir portas para novas oportunidades.

Com o apoio de 21 funcionárias PepsiCo voluntárias – considerando a pluralidade de cargos, sendo estagiárias, analistas, coordenadoras, gerentes e diretoras da companhia -, as empreendedoras receberam orientação durante quatro meses. As mentoras têm como missão identificar os pontos que devem ser reforçados ou modificados nos negócios, a fim de melhorar os resultados e sanar dúvidas ou problemas preexistentes.

Durante a pandemia, a etapa de Mentoria foi realizada pela primeira vez no formato totalmente on-line, respeitando os direcionamentos do isolamento social. O foco foi continuar apoiando essas mulheres a seguirem firmes neste novo cenário ainda mais desafiador, enxergando oportunidades e adaptando os negócios para que pudessem sobreviver ao período e impulsionar os seus resultados a longo prazo. ​

A vice-presidente de Finanças da PepsiCo Brasil, Flávia Schlesinger, foi uma das mentoras do Mulheres com Propósito em 2020. Para ela, o mais importante é que a iniciativa é um exercício de escuta. “A gente joga luz nos pontos fortes da mentorada e também identifica suas oportunidades. Saímos do programa inspiradas pela troca de experiências e pelo compartilhamento da nossa jornada pessoal”, afirma a executiva.

“Um ano tão atípico, onde as dificuldades do dia a dia têm nos mostrado tanto nossas fortalezas, quanto nossas fraquezas. Aprendemos a importância da resiliência e da ajuda ao próximo. Foram quatro meses de encontros, ajudando outras mulheres na busca pelo empreendedorismo”, afirma Adriana Carpinelli, especialista de Planejamento Financeiro da PepsiCo, que também atuou como mentora.

“Meu negócio cresceu 75% na pandemia”

A empreendedora Renata Pereira Santos, 47 anos, de Ermelino Matarazzo, Zona Leste de São Paulo, viu seu negócio deslanchar durante a pandemia. Ela tem um charmoso estabelecimento: o Café Quintal de Casa. “Quis remeter à experiência que temos na casa da nossa avó, quando sentamos e comemos bolo, batemos papo. Orientada por minha mentora do Mulheres com Propósito, implantei o sistema de delivery, mesmo eu sendo resistente a esse processo até então, e obtive um crescimento de 75% no faturamento da minha empresa”, conta Renata, que já está reformando o espaço para receber seus clientes com ainda mais conforto após a pandemia.

“Me senti abraçada”

Claudionice Rosa de Oliveira, 25 anos, de São Paulo, criou uma startup na área de franchising, a Dimo. A iniciativa é voltada para quem tem o desejo de ter seu próprio negócio, mas não possui 100% do capital. Com o programa de mentoria da PepsiCo, ela teve a possibilidade de ingressar em duas aceleradoras. “Eu me senti muito abraçada com esse projeto, pois encontrei mulheres negras que tinham as mesmas dores que as minhas. A mentoria foi um laço perfeito para esse presente que foi o Mulheres com Propósito na minha vida”, comenta.

“Aprendi a enxugar os custos”

A empreendedora Andrea Vilas Boas dos Santos Jorge, 45 anos, é proprietária da pizzaria Mestre Babbo, no bairro da Mooca, em São Paulo. Ela participou do Mulheres com Propósito no final de 2019 e realizou a mentoria em junho de 2020. Para ela, ambas as iniciativas abriram oportunidades para aprimorar o seu negócio. “Eu percebi que tinha de buscar informação para continuar meu empreendimento de forma profissional. Um exemplo é como fazer o fluxo de caixa e fui orientada pela minha mentora a adquirir um software para essa finalidade. Também aprendi a usar o WhatsApp como ferramenta de fidelização dos meus clientes. Na pandemia, como o meu forte já era delivery, recebi orientações mais voltadas a enxugar os custos fixos, o que foi fundamental”, afirma a empresária.

No segundo semestre de 2020, as turmas de capacitação terão aulas 100% on-line, com o objetivo de formar 200 mulheres até o final do ano; a meta até 2025 é qualificar 2 mil mulheres no Brasil. O formato virtual também possibilitará atingir todos os estados brasileiros, e apoiar mulheres por todo o país.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.