Com retomada gradual, Abrasce aponta ânimo do setor para vendas no período do Dia dos Pais

Levantamento da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) aponta uma perspectiva positiva do setor para o Dia dos Pais. Com a proximidade da data comemorativa e a ampliação da operação dos empreendimentos em diversos Estados, a entidade espera um aumento de 9% nas vendas, em relação as semanas anteriores, e um ticket médio de R$ 100,00.

Segundo o presidente da associação, Glauco Humai, a pesquisa mostra que, apesar de não ser ainda o cenário ideal, os shoppings estão conseguindo se movimentar. “Nenhum shopping ou lojista tem a expectativa de recuperar ou mesmo superar o desempenho de vendas de 2019. Se compararmos o período de vendas para o Dia dos Pais ano a ano, a queda deve ser na média de 30%. Mas olhando o cenário atual, em que novos parâmetros tiveram que ser estabelecidos, comparamos a evolução das vendas semana a semana, desde a data de reabertura dos empreendimentos, e já observamos uma desaceleração na queda. A expectativa dos shoppings é que este movimento seja intensificado com o Dia dos Pais” , declara.

O ânimo para o período está diretamente ligado à retomada da confiança do consumidor e aos protocolos de segurança elaborados pela Abrasce. De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) subiu 7,7 pontos em julho, ficando em 78,8 pontos. Em médias móveis trimestrais, houve alta de 6,9 pontos após uma sequência de cinco quedas. “Temos trabalhado fortemente a relação com os consumidores. A recuperação da confiança do consumidor aliada à segurança estabelecida com os protocolos de saúde que foram implementados nos empreendimentos são fatores fundamentais para a recuperação gradual dos shopping centers. De forma proativa, o setor elaborou, em parceria com a área de consultoria do Sírio-Libanês e da Rede Mater Dei, um protocolo rígido para retomar as atividades, equilibrando, assim, saúde e economia”, esclarece Humai.

As operações ganharam novos canais de venda e contato com o público. Os shoppings passaram a ter sistema de Delivery, Drive-thru e aceleraram os investimentos nos canais digitais, como marketplace. Esse movimento permanece para data, mesmo considerando a reabertura de 498 shoppings no País (86% do total), em 188 municípios*, sendo o delivery o canal mais utilizado para a venda em 87% dos empreendimentos.

Entre as categorias de presente, telefonia, eletroeletrônicos e artigos esportivos apareceram em destaque, junto com vestuário e calçados.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.