Em SC, startups criam soluções para ajudar empresas e pessoas na pandemia

A inovação terá um papel importante na retomada da economia neste período de crise. E o momento de dificuldade também é de oportunidade para apaixonados por economia criativa, tecnologia e inovação. Em Santa Catarina, startups pré-incubadas no Cocreation Lab propõem soluções que ajudam empresas e pessoas a sair da crise.

“A economia criativa é uma vocação do estado, que tem terreno fértil para que projetos assim se desenvolvam. A crise traz desafios, mas também oportunidades para que empreendedores ofereçam soluções que possam auxiliar diversos setores”, comenta Luiz Salomão Ribas Gomez, professor de Design da UFSC e fundador do Cocreation Lab.

Kangoru

A Kangoru, de Rio do Sul, nasceu da ideia de quatro amigos do curso de Sistemas de Informação da UNIDAVI após uma pesquisa de mercado com 400 pessoas da região.

“Descobrimos que 94% das pessoas têm dificuldades em encontrar profissionais na hora de realizar um serviço, seja porque desejam um profissional de confiança e capacitado ou por não conseguirem encontrar o profissional desejado”, explica Ricardo Fronza, um dos criadores.

O objetivo da Kangoru é conectar pessoas que querem realizar um serviço a profissionais dos mais diversos segmentos – são mais de 300 profissões. A ferramenta é totalmente gratuita, mas os profissionais podem pagar uma pequena mensalidade de R$ 24,90 para terem acesso ao plano premium, com alguns recursos extras.

“Mas com o momento atual, e sabendo que os trabalhadores autônomos, liberais e freelancers são um dos que mais sofrem com a pandemia, liberamos a plataforma com todos os recursos gratuitamente por um ano, até maio de 2021. Somos aliados do profissional neste momento de crise, seja por quem quer ser encontrado por pessoas que buscam seus serviços em sua região, seja para trabalhadores formais que perderam seus empregos e procuram por trabalhos temporários”, finaliza Fronza.

Até lá, a equipe vai trabalhar para desenvolver mais ferramentas dentro da plataforma, como pagamento online (dispensando o uso de uma máquina de cartão); área de especialização do profissional (cursos, livros, palestras, eventos), sistema administrador financeiro (emissão de boletos, custos, finanças), entre outros recursos.

Ajuda Videira

Participantes do Programa Nascer, uma parceria entre Fapesc e Sebrae que ocorre nos núcleos do Cocreation Lab em 15 cidades de Santa Catarina, desenvolveram a plataforma AjudaVideira (ajudavideira.com.br). A ideia surgiu a partir de uma parceria das equipes Agência Sete+1 e (Re)Existir, selecionadas para o programa em Videira, com o auxílio da empresa Nonna Comunicação.

A estrutura básica consiste em oferecer a quem está precisando de algum auxílio uma ferramenta que possibilite cadastrar suas necessidades ou até mesmo de terceiros, permitindo que a comunidade tenha conhecimento dessas demandas e possa se mobilizar em prol de quem mais precisa.

Os pedidos são organizados por bairros e categorias. Já os voluntários cadastrados, além de ajudar pedidos específicos, podem também cadastrar doações que tenham disponíveis. Entre os itens solicitados estão alimentos, roupas, cobertores, máscaras, produtos de higiene pessoal e gás, além de pedidos de emprego.

Algumas ferramentas também buscam facilitar o uso da plataforma, como, por exemplo, cadastro de alertas de pedidos de ajudas, onde são enviados periodicamente para os voluntários cadastrados um relatório de pedidos realizados na plataforma, conforme os critérios escolhidos para serem avisados.

YouDo

A YouDo, produto da startup Panthro Tech pré-incubado no Cocreation Lab do Campeche, em Florianópolis, tem como propósito inicial acelerar o pedido do cliente de restaurantes e facilitar a visão de gerenciamento do empresário, mas acabou se tornando uma solução útil e segura para reduzir o contato físico na hora de fazer pedidos.

Por meio da tecnologia do QR Code, o cliente consegue acessar o cardápio, fazer o pedido e pagar sem precisar fazer o download de um aplicativo ou utilizar tablets disponibilizados pelo restaurante. Tudo ocorre pelo celular do próprio cliente. O produto já está na fase inicial de vendas e em breve vai ser utilizado em um dos maiores food parks da Capital catarinense. Segundo o fundador Odolir Daniel dos Santos Junior, o fato da tecnologia ser uma aliada no combate à propagação da Covid-19 foi fator determinante para fechar o negócio.

Agendaki

Já na Grande Florianópolis, no Cocreation Lab de São José, nasceu o Agendaki, uma plataforma que permite que consumidores agendem o atendimento nas lojas que pretendem visitar. A ferramenta é gratuita e fácil de usar, e permite que lojistas e clientes combinem um horário específico para o atendimento, evitando aglomerações dentro da loja e possíveis filas na parte de fora dela. Há ainda um botão que encaminha a conversa para o WhatsApp – assim, o lojista pode apresentar os produtos antes de o cliente se dirigir à loja.

O uso da plataforma é simples: basta o lojista se cadastrar gratuitamente e preencher um formulário com algumas especificações, como área da loja. Para os clientes, vai aparecer a informação de quantas pessoas podem ser atendidas no local a cada período. A ferramenta pode ser adaptada às regras de qualquer cidade do país e às recomendações das autoridades para preservação da saúde. Em São José, por exemplo, as lojas do comércio de rua devem limitar a ocupação em 50% da capacidade.

“Queremos ajudar a evitar perda de tempo e situações de risco à saúde”, explica Thaís Cardoso, uma das idealizadoras.

O Agendaki foi desenvolvido por Osmair Fuck (Palhoça), Gregório Bandeira (Blumenau) , Raiza Teles (Fortaleza), Thaís Cardoso (Balneário Camboriú), Laerte Souza (São José) e Lucas Fachini (França). Thaís, Lucas e Laerte se conheceram no país europeu, onde tiveram a ideia de criar uma iniciativa que impactasse positivamente o Brasil. Inspirados em ações similares que existem por lá, criaram a Menuzum, plataforma que revende produtos alimentícios que não foram vendidos no dia e que não podem ser reaproveitados no dia seguinte, como pães frescos, alimentos de buffets, entre outros. Atualmente, a Menuzum é um dos projetos participantes da pré-incubadora Cocreation Lab em São José, que ajuda a tirar ideias criativas do papel e é apoiada pela Prefeitura de São José, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação, e pelo Sebrae. O Agendaki é um projeto paralelo da equipe, também apoiado pelo Cocreation Lab.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.