Usuários de apps de compra estão cada vez mais engajados em todo o mundo, aponta pesquisa

Os aplicativos de compras vêm tendo um crescimento significativo em todo o mundo, e adquirir usuários por meio de ações de marketing é uma tarefa cada vez mais simples. No Brasil, a maior parte das pessoas navega pelos apps logo no primeiro dia depois do download. É o que aponta o relatório ShoppinAppRepor2020, promovido pela Liftoff, líder global em marketing e retargeting de aplicativos, e a Adjus.

A pesquisa analisou 129 apps de e-commerce, marketplace e cupons (rewards), 53 bilhões de impressões, 558 milhões de cliques, 10 milhões de instalações e 2 milhões de primeiros eventos (primeira compra em um app) entre 1 de abril de 2019 e 1 de abril de 2020.

As transações por meios digitais já crescem quase cinco vezes mais rápido que as vendas em lojas físicas , e os smartphones devem ser responsáveis por quase três quartos de todas as compras online até 2021. Com isso, profissionais de app marketing têm um ambiente favorável para a promoção de campanhas com custos cada vez mais baixos em todas as etapas do funil de vendas.

O custo médio para adquirir um cliente que realiza sua primeira compra caiu pela metade em relação ao ano passado, de US﹩ 39,38 para US﹩ 19,47. Os custos por instalações e registros também caíram, respectivamente, para US﹩ 2,87 e US﹩ 8,76. (gráfico 1)

“Os consumidores estão mais receptivos do que nunca para comprar pelo celular. Essa é uma tendência que observamos para o pós-pandemia, com mais e mais pessoas descobrindo a comodidade e a segurança que você tem quando faz uma compra pelo smartphone”, analisa Antonio Affonseca, country manager da Liftoff no Brasil.

O engajamento também vem crescendo significativamente nos aplicativos de compras. A taxa de compras por instalação subiu de 10,5% para 14,7%, enquanto a de registro por instalação foi de 29,8% para 32,8%. (gráfico 2)

O relatório aponta ainda que o tempo médio entre o download do app e o registro é de 16 minutos, e de quase 9h entre a instalação e a primeira compra. (gráfico 3) Houve um aumento na taxa de retenção dos usuários até o sétimo dia após a instalação, mostrando que o usuário está cada vez mais propenso a navegar pelo app nos primeiros dias depois de fazer o download. No Brasil, a taxa vai de 29% no primeiro dia de download para 5% no dia 30. (gráfico 4)

“O usuário de shopping apps é mais pragmático que o de outros tipos de aplicativos. Por isso, o tempo entre o download, o registro e a primeira compra são tão curtos. Em apps de jogos, por exemplo, a conversão da instalação em uma compra pode demorar dias”, analisa Antonio Affonseca .

Assim como se observa em outras categorias, adquirir um usuário no iOS exige mais investimento em relação ao Android. No entanto, as taxas de engajamento do iOS possuem vantagem: 43,7% em registros por instalação e 23,8% em registros por compra, contra 32,6% e 11,8% no Android. (gráfico 5)

A pesquisa também comparou dados de quatro grandes regiões globais: América do Norte, América Latina, Ásia-Pacífico (APAC) e Europa-Oriente Médio-África (EMEA). A América Latina apresenta os custos mais baixos de para adquirir instalações, de apenas US﹩ 1,36. (gráfico 6)

A região também possui vantagem sobre as demais na taxa de conversão em registros (48,2%). A América do Norte, apesar do custo mais alto no topo de funil, leva a melhor na taxa de conversão em compras. (gráfico 7)

Gráfico 1:

Gráfico 2:

Gráfico 3:

Gráfico 4:

Gráfico 5:

Gráfico 6:

Gráfico 7:

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.