Sua empresa está preparada para tecnologias emergentes?

Sua empresa está preparada para tecnologias emergentes?

Se a transformação digital não é mais um diferenciador entre empresas, as tecnologias emergentes (Inteligência Artificial (IA), Aprendizado de Máquina, Internet das Coisas (IoT), Blockchain, Assistentes Virtuais, Realidades Aumentadas e Virtual) são os novos “must have” dos negócios. Em um mundo em que os resultados devem chegar rapidamente, uma vez que os recursos financeiros não são infinitos e, portanto, devem ser bem investidos, essas soluções são usadas para obter informações dos clientes, alterar estratégias e ir além na modelagem a uma rotina de trabalho que traz lucros para as empresas.

Nesse cenário, ser digital não é mais suficiente. É necessário navegar na onda de tecnologias emergentes como forma de personalizar a experiência do cliente e atrair cada vez mais valor para a marca. Por esse motivo, o estudo “Tecnologias emergentes: a vantagem competitiva para finanças e operações” *, realizado pela Oracle em 2020, mostra como as áreas de finanças e operações estão lidando com investimentos nessas soluções. Para se ter uma ideia, 58% das 700 empresas entrevistadas usam tecnologias emergentes e tiveram um crescimento de 58% na receita. Outros destaques incluem:

• 80% das organizações na América Latina usam pelo menos uma tecnologia emergente;

• 91% de todos os entrevistados acreditam que o SaaS é um facilitador para a adoção de tecnologias emergentes;

• Uso da IA: 83% das empresas concordam que, nos próximos cinco anos, os processos financeiros serão totalmente automatizados com a IA;

• 74% das empresas dizem que as informações financeiras devem se concentrar no uso da automação inteligente após mudanças regulatórias globais;

• 92% dos entrevistados veem que os aplicativos financeiros SaaS são facilitadores para a adoção de tecnologias emergentes;

• Os usuários de IA nos sistemas financeiros relatam que viram melhorias significativas: 33% mais produtividade e 37% de redução de erros.

• 4 dias é o número de dias que as empresas conseguiram reduzir em seus processos de fechamento financeiro.

• Melhorias no ROI (retorno do investimento) com a IoT: 88% das organizações que aproveitam o uso de dados com essa inovação em seus sistemas financeiros estão atendendo ou excedendo as expectativas de retorno do investimento.

• As empresas que adotam mais agressivamente essas tecnologias (para uso em finanças e operações) aumentaram seus lucros anuais em 80%.

• 72% das empresas que usam IA têm uma melhor compreensão do desempenho de seus negócios

• 61% das empresas relatam que o uso da IA ​​reduziu o horário de trabalho para concluir tarefas.

• 63% das empresas acreditam que o uso de assistentes digitais pode ajudar a reduzir custos administrativos.

• IA e aumento da produção: 76% das empresas mencionam maior produção de funcionários com o uso de IA no gerenciamento da cadeia de suprimentos.

• 78% das empresas dizem que o blockchain ajuda a reduzir a fraude na cadeia de suprimentos em mais de 50% ou mais em 5 anos.

O caminho das pedras 

Para alcançar esses resultados, não basta investir em tecnologias, mas seguir algumas etapas com um planejamento integrado de operações. A modernização do sistema crítico e a migração para o SaaS é o primeiro ponto, pois será possível ter maior escalabilidade e visão de negócios em tempo real. A adoção de soluções predefinidas com tecnologias emergentes ajuda a economizar tempo na implementação e, às vezes, no investimento.

Por outro lado, um projeto piloto com um objetivo mensurável é essencial para fazer melhorias internas e facilitar a medição do sucesso. A recompensa também tende a ser maior, especialmente em termos de capital humano.

Finalmente: saia da sua zona de conforto. Bons resultados são acompanhados por mentes que exploram comoessas tecnologias emergentes podem melhorar o desempenho da empresa. Além das melhorias corporativas, as tecnologias emergentes oferecem oportunidades de treinamento. No final, a mudança será de 360 ​​graus,com lucros para empresas e funcionários.

Sobre a pesquisa: 

O estudo conduzido pela Oracle e ESG foi realizado por meio de uma pesquisa on-line de gerentes e executivos nas áreas financeira e operacional dos EUA. EUA, Canadá, Reino Unido, Alemanha, França, Holanda, ArábiaSaudita, Emirados Árabes Unidos, Austrália, Índia, Cingapura, Brasil e México – 14% dos quais são latino-americanos. No total, foram ouvidos 700 entrevistados, usuários freqüentes de ERP, EPM ou SCM. Para maisinformações, visite o site .

Comments are closed