Como transformar números em estratégias de negócio

Como transformar números em estratégias de negócio

O que acontece? Por que acontece? Quando acontece? O que fazer? Estes são os questionamentos responsáveis por transformar os números da empresa em insights estratégicos. Na prática, o processo é conhecido como análise de dados onde um conjunto de informações obtidas dentro de um negócio serve de base para solucionar desafios e identificar futuras oportunidades – o que facilita a tomada de decisão e oferece uma maior previsibilidade mercadológica.

De acordo com Vitor Landim, consultor do Núcleo de Produção da Poli Júnior – Empresa júnior da USP, a tomada de decisão realizada por meio de dados é cada vez mais frequente nas empresas devido ao aumento da complexidade do ambiente corporativo. Inclusive, o movimento tende a crescer nesses tempos de incertezas ocasionadas pelos impactos do Coronavírus.

“Levando em consideração um cenário caótico no qual as decisões críticas dentro de uma organização significam a sobrevivência de um negócio, desenvolver uma análise de dados bem estruturada torna-se um diferencial de mercado visto que essas informações permitem que os líderes conheçam melhor o público-alvo, portfólio e processos organizacionais”, afirma o consultor que também já enxerga esse movimento em grandes empresas brasileiras. “Nesta pandemia o Grupo Pão de Açúcar, por exemplo, aumentou o estoque de produtos com base em dados da Europa tendo em vista que o continente se encontra em uma fase mais avançada do vírus em comparação com o Brasil”, complementa.

Para quem deseja implementar a análise de dados nos negócios, o primeiro passo é escolher o formato de armazenamento das informações. Em casos mais complexos, o ideal é recorrer a um Sistema Integrado de Gestão Empresarial (ERP), enquanto que em situações mais simples os dados podem ser facilmente centralizados em um Excel. Outra sugestão relevante é determinar os indicadores a serem coletados, que devem ser mensuráveis e visando um objetivo concreto.

“Acreditamos que a gestão de dados é indicada para qualquer tipo de negócio. Ou seja, desde os pequenos aos médios e grandes empreendimentos”, pontua Landim. Entre as principais vantagens da iniciativa, o especialista também cita o aumento de vendas, redução de custos e acompanhamento em tempo real da performance organizacional de maneira ampla ou extremamente aprofundada, melhorando o timing de reação da gestão e, consequentemente, adiantando as soluções para os desafios organizacionais.

Para mais detalhes sobre a análise de dados, basta acessar o link: Poli Júnior .

Comments are closed