Transformar a cultura da empresa é inovar para 86% dos executivos brasileiros

A transformação da cultura da empresa é um processo de inovação. É com essa visão que 86,3% dos empresários brasileiros dizem concordar quando o assunto é trazer a melhor experiência para os colaboradores e times internos, de acordo com a pesquisa Tendências para Transformar Sua Empresa em 2020, encomendada pela CI&T, multinacional brasileira especializada em transformação digital e geração de impacto nos negócios de grandes marcas, e realizada em parceria com a Opinion Box.

De acordo com o estudo, já existe uma consciência bem estabelecida em relação a esse tema, com 92% dos altos executivos afirmando ser necessário investir nas pessoas para alcançar o sucesso. E para isso ocorrer, a cultura da empresa tem muito impacto no negócio para 85% dos respondentes.

Em relação às competências mais importantes para os colaboradores, 91% das lideranças acreditam que as competências comportamentais, como os chamados soft skills, são tão importantes quanto as competências técnicas (92%). De acordo com o estudo, isso acontece porque as habilidades relacionadas à personalidade e comportamento de um profissional já são vistas como fundamentais para manter modelos de operação digitais que dependem de colaboração, troca de conhecimentos e multidisciplinaridade.

“Não falamos mais sobre profissionais que tenham um conhecimento exclusivamente lógico, matemático e de programação. Profissionais completos também precisam ser capazes de explorar o lado humanizado, comportamental e colaborativo”, exemplifica Eveline Zanotti, Senior Employee Experience Manager da CI&T. “São estas atitudes que ajudarão as companhias a se posicionarem em outro patamar”, complementa.

Disciplinas e práticas

Entrando no tema de disciplinas e práticas que devem ser adotadas em curto e médio prazos nas companhias para o estabelecimento de operações digitais ágeis, os respondentes apontam três principais: a ferramenta de gerenciamento estratégico Canvas (41%), o mindset de Design Thinking (40%) e a forma de trabalho por Sprints, emprestada do desenvolvimento de softwares (38%).

De acordo com o estudo, todas têm como norte o trabalho colaborativo, a construção da inteligência coletiva e a busca pela velocidade, características básicas para o sucesso nas estratégias digitais. Em seguida, o Kanban (conceito relacionado com a utilização de cartões para indicar o andamento dos fluxos de produção) aparece com 30% dos votos; e a filosofia de gestão Lean com 29%. Ambos são uma herança do Sistema Toyota de Produção, e visam à melhoria contínua com redução de desperdícios por meio da execução rápida de projetos em fluxo contínuo.

Sobre os principais recursos que podem contribuir para os negócios nos próximos anos, os sistemas para apoiar processos de gestão de dados aparecem com mais votos (60%), seguido dos softwares de gestão de tarefas das companhias (58%). Também são apontados como importantes pelas lideranças ouvidas as práticas e metodologias ágeis e as plataformas de cursos online para apoiar a formação dos colaboradores, ambos empatados com 56% dos votos.

“Quando fazemos uso adequado da tecnologia, ela nos oferece o potencial de dar enormes saltos de performance e de qualidade em escala a produtos”, afirma George Arraes, Head Of Customer Experience da CI&T. “Isso gera ganhos para a vida das pessoas, para a sociedade e para os negócios”.

Sobre a pesquisa

O estudo Tendências Para Transformar Sua Empresa em 2020 realizou 518 entrevistas online com profissionais de liderança de companhias brasileiras com um mínimo de 50 colaboradores. A pesquisa foi realizada em parceria com a Opinion Box, entre 22 de novembro e 2 de dezembro de 2019.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.