Subir de cargo e guardar dinheiro estão entre as metas que os brasileiros deixaram de cumprir em 2019

Subir de cargo e guardar dinheiro estão entre as metas que os brasileiros deixaram de cumprir em 2019

Mais de 70% dos brasileiros desistiram de subir de cargo e guardar dinheiro este ano. Essa é a constatação do Mapa da Procrastinação do Brasileiro, elaborado pelo 7waves, app que auxilia as pessoas a traçarem e conquistarem objetivos, feito a partir da sua base de mais de 50 mil usuários, em relação às metas de vida não cumpridas durante 2019.

Na liderança do ranking, subir de cargo aparece como a meta mais procrastinada e representa 78% dos usuários. Quase que empatado, guardar dinheiro vem em segundo lugar, com 77%; seguido de aprender inglês (72%); ter alimentação saudável (71%); e quitar dívidas (62%).

Fazendo um paralelo com as metas priorizadas para 2020, temos um quadro interessante a ser analisado. Se, em 2019, o brasileiro procrastinou quitar dívidas, no próximo ano, esse objetivo aparece em primeiro lugar na lista de objetivos a serem cumpridos. Aprender inglês ocupa a terceira posição no ranking; guardar dinheiro aparece em quarto lugar; subir de cargo, em sétimo, e ter uma alimentação saudável, em oitavo.

“Os dados nos permitem fazer uma análise de que o brasileiro estará mais predisposto a alcançar os objetivos estabelecidos, organizando especialmente a vida financeira. Quando o assunto é carreira, a tendência para 2020 é que as pessoas busquem qualificação profissional, seja por meio de cursos complementares ou aprender um novo idioma, para crescer na empresa em que atua, ao invés de se aventurar procurando uma nova oportunidade, visto a crise de desemprego que afeta o país”, avalia Rodolfo Ribeiro, CEO do 7waves.

Confira, abaixo, o Mapa da Procrastinação do Brasileiro em 2019, considerando 20 objetivos que não foram alcançados, segundo o 7waves:

Data do levantamento dos dados: 01/12/18 a 20/11/19

Comments are closed