Brasil alcança a marca de mil empresas juniores

Em 1988, o Movimento Empresa Júnior (MEJ) chegou ao Brasil com o propósito de fomentar o empreendedorismo dentro das universidades. Na última semana, o MEJ alcançou a marca de 1 mil empresas juniores distribuídas em 123 universidades nas 27 unidades federativas do Brasil. Só neste ano, os mais de 22 mil empresários juniores já desenvolveram mais de 23 mil projetos.

“Esses números simbolizam o impacto do empreendedorismo jovem e da proatividade dos estudantes para melhorar o nosso País”, acredita Renan Nishimoto, Presidente Executivo da Brasil Júnior, Confederação Nacional que representa as empresas juniores nacionalmente. “Além de ajudar na formação dos jovens e incentivar o empreendedorismo para eles, as empresas juniores estão provocando impactos positivos em toda a sociedade”, pontua.

A maioria dos serviços prestados pelas empresas juniores é para microempresários e pessoas físicas, e chegam a custar até 40% a menos que o mercado tradicional. Toda essa renda é aplicada no desenvolvimento de ações e projetos que beneficiam os próprios estudantes, como feiras e workshops. Entre eles, o ENEJ, maior evento sobre empreendedorismo jovem do Brasil, e o Ranking de Universidades Empreendedoras, a maior pesquisa abordando esse tema em território nacional.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.