Como ser um desenvolvedor de software na OLX

Estudos recentes como o da empresa de recursos humanos Korn Ferry, divulgado nesta semana, endossam a busca crescente das empresas por mão de obra qualificada no Brasil, com uma estimativa de déficit de 1,8 milhão de pessoas para vagas mais especializadas. A OLX também enfrenta esse desafio, como uma das empresas de tecnologia que mais crescem no país. São cerca de 15 vagas para posições técnicas a serem preenchidas ainda em 2019 e, para ter sucesso no processo seletivo, o RH da maior plataforma de compra e vendas do país compartilha algumas dicas.

A carreira de desenvolvedor segue a tendência de valorização no país, mas para se destacar no mercado são exigidos dos profissionais mais do que conhecimento técnico, como sinergia com propósito e valores. “No caso da OLX, além de especialização em linguagens de programação específicas e agilidade para lidar com um ambiente de mudanças constantes, é importante que os candidatos acreditem na economia colaborativa e na sustentabilidade como pilares para o incentivo a um novo hábito de consumo do brasileiro”, comenta Sérgio Povoa, CHRO da empresa.

Conhecimento em automação, internet das coisas e inteligência artificial são diferenciais, mas estar apto a analisar, projetar, documentar, testar e implementar sistemas, tanto para computadores quanto para outros dispositivos, é fundamental.

Processo seletivo:

A porta de entrada para fazer parte do time da OLX é a página oficial de carreiras (olxbrasil.recruiterbox.com), onde é possível verificar as vagas abertas e se candidatar.

1. Na primeira fase do recrutamento, os candidatos aprovados pela triagem online passam por uma conversa remota com Tech Recruiters da plataforma. A ideia nessa fase é conhecer o candidato, e saber sobre sua trajetória e suas expectativas para o próximo desafio profissional. Além disso, é uma oportunidade de o entrevistado conhecer a OLX e tirar possíveis dúvidas sobre a empresa e a posição para a qual está concorrendo. É o momento de alinhar os interesses e as expectativas de ambos os lados.

2. Caso o perfil combine com os valores da OLX e o candidato tenha interesse em continuar no processo seletivo, chega o momento de uma entrevista remota com o gestor da vaga para apresentar uma visão da área de engenharia. São avaliados aspectos como expertise em testes automatizados, integração e deployment contínuo, versionamento, infraestrutura de código, monitoramento e instrumentação, processos de desenvolvimento de software e documentação. Além disso, é verificado o knowhow em diferentes tipos de produtos e soluções, mercados e domínios, níveis de complexidade e escala, plataformas, processos e times.

3. A fase seguinte é uma entrevista técnica presencial ou remota com os especialistas da empresa, em que são avaliados os conhecimentos técnicos em desenvolvimento de software, como expertise em estruturas de dados, algoritmos, análise de complexidade, design patterns, linguagens de programação, fundamentos matemáticos e estatísticos, arquitetura e design de sistemas, conhecimento em plataformas distribuídas (web e mobile), conhecimento de diferentes camadas da aplicação (frontend, backend, dados); DevOps, Cloud Computing, design de APIs e serviços escaláveis. O objetivo é que o candidato desenvolva uma solução com base no cenário proposto pelos avaliadores.

4. Na última etapa, os profissionais selecionados são convidados a passar algumas horas com o seu possível futuro time. Eles se juntam à equipe para discutir um problema vivenciado no dia-a-dia da OLX para verificar a sinergia entre o grupo.

Uma última dica importante para interessados em participar de qualquer seleção, seja na OLX ou em outros lugares, é sempre pesquisar sobre a empresa que pretende trabalhar e os desafios da posição que está concorrendo, o que torna o processo muito mais interessante e proveitoso para todos.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.