Como o SaaS e as APIs estão transformando as áreas de negócios e TI

Por Diogo Lupinari, CEO na Wevo

A quantidade de novas tecnologias disponíveis para as empresas cresce rapidamente, atendendo demandas que sequer existiam há pouco tempo. Este é um movimento natural — afinal, explorar, experimentar e adotar novas soluções faz parte do processo de transformação digital que todas as organizações estão passando ou irão passar, cedo ou tarde. Entretanto, o grande desafio é como fazer com que essas inúmeras aplicações conversem entre si e entreguem valor aos profissionais e líderes. É neste ponto que entram as plataformas de integração, garantindo uma verdadeira revolução nas áreas de negócios e de tecnologia da informação.

A necessidade de integrar sistemas e dados se intensificou com a explosão da disponibilização, adoção e uso do SaaS (software como serviço, na sigla inglesa). Relatório da consultoria Gartner mostra que esse mercado deve movimentar US$ 85,1 bilhões em 2019 e atingir o total de US$ 113,1 bilhões em 2021, um crescimento de 32,9% em apenas dois anos.

Hoje, essas soluções estão cada vez mais especializadas e, em muitos casos, são utilizadas para resolver uma fração de um processo de negócios. As empresas, por sua vez, com o objetivo de oferecer a melhor experiência para o consumidor e/ou estarem a frente da concorrência adquirem mais e mais softwares para atender com a maior excelência possível todos os seus departamentos. Desta forma, fica cada vez mais distante uma realidade da década de 90, em que uma empresa era capaz de contratar todas as soluções necessárias para sua operação de um ou no máximo dois grandes fabricantes.

Como efeito do crescimento do SaaS no ambiente corporativo, é possível correlacionar também o aumento da disponibilização de APIs (interface de programação de aplicações, em inglês) bem como do volume de dados gerados e trafegados por elas. Levantamento do Imperva.com mostra que 46% das organizações possuem mais de 300 APIs públicas disponíveis para que parceiros de negócios troquem dados com os sistemas destas empresas. Já estimativas do Seagate e IDC indicam que o volume de dados deve crescer mais de quatro vezes nos próximos seis anos, atingindo 175 zettabytes em 2025. Ou seja, torna-se cada vez mais inviável viabilizar e administrar a troca de dados entre sistemas dentro das organizações ou entre parceiros de negócios sem o apoio de ferramentas tecnológicas especializadas.

A constante digitalização das áreas de negócios e TI promove a fragmentação da informação, que é espalhada entre as diferentes aplicações e departamentos de uma organização, criando silos de dados dentro da companhia. Desta forma, as organizações geram e administram uma grande quantidade de informações, mas como estão espalhadas de forma desestruturada, o gestor tem dificuldade de extrair inteligência delas. Esta é uma consequência comum da transformação digital. Por este motivo, as companhias precisam ter a capacidade de integrar rapidamente todas as tecnologias e dados adotados neste processo.

Os formatos tradicionais de integração de sistemas e dados, conhecidos como integração ponto-a-ponto, não são escaláveis. Uma empresa que possui, por exemplo, 12 sistemas vai precisar desenvolver no mínimo 78 pontos de contato entre eles para garantir a conexão. Ao utilizar uma solução especializada na integração de sistemas e dados como o IPaaS (plataformas de integração como serviço, na sigla inglesa), os times de negócio e de TI são capazes de habilitar a comunicação entre os sistemas com apenas 12 pontos de contato, promovendo uma arquitetura mais simples de administrar e uma melhor governança das integrações. Por meio deste tipo de plataforma, é possível garantir a entrega dos dados entre os diferentes sistemas, monitorar e tratar eventuais erros, gerenciar todo o ciclo de vida das integrações e usufruir de conectores pré-desenvolvidos prontos para conectar as diferentes soluções.

Em um cenário de intensa competitividade, com a transformação digital exigindo dinamismo e inteligência das empresas, é necessário integrar rapidamente os diferentes tipos de tecnologias e, ao mesmo tempo, garantir inteligência em todos os processos. Com a grande quantidade de SaaS e APIs no dia a dia corporativo, o IPaaS pode ser usado para unificar sua estratégia e arquitetura de integração, transformando a forma como as empresas fazem negócio e se relacionam com a tecnologia.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.