Gestão fiscal na Black Friday: a tecnologia a favor da vantagem competitiva

Por Cibele Carvalho

Tão importante quanto preservar informações e fazer uma compra segura, é preparar sua área fiscal para ajudar a vender mais na Black Friday. Com picos de vendas por minutos e alto fluxo de pedidos, a data exige dos varejistas atenção redobrada para lidar com todas as validações fiscais em tempo real a fim de garantir a efetiva realização da operação, observando tanto o aspecto logístico quanto financeiro.

Desencontro entre as informações do pedido de compra e as informações do documento fiscal recebido, além de rejeições causadas por inconsistência das regras de tributação ou nos códigos a serem informados nos documentos, tais como Código Fiscal de Operações e Prestações (CFOP), Código de Situação Tributária (CST), Código Especificador da Substituição Tributária (CEST), estão entre os gargalos mais comuns na área fiscal das empresas. Se levarmos para o universo do e-commerce, as chances de inconstâncias são ainda maiores devido ao grande aumento nos possíveis cenários de operação.

Uma vez que a maioria dessas mercadorias está sujeita à substituição tributária, cabem às empresas mapearem previamente a legislação das 27 unidades da federação em relação a todos os produtos do portfólio, pois nesse caso é necessário conhecer a legislação do destino final da mercadoria.

Um dos aliados para amenizar os desafios da operação diante de um cenário de grandes volumes de recebimentos e emissão de documentos fiscais, e consequentemente, a necessidade de validações em tempo real, é o uso de tecnologias especialistas na realidade fiscal. Neste caso, uma vantagem competitiva é a utilização de um motor de cálculo com regras fiscais atualizadas em tempo real e parametrizadas, levando em consideração todas as possibilidades de tributação no cenário desse cliente, considerando toda cadeia de operação, seja na entrada ou na saída da mercadoria.

Para estar preparado para datas como Black Friday, uma das principais datas para o varejo, as empresas precisam planejar com antecedência e contar com o auxílio de soluções que possam assegurar o Compliance fiscal e gerar valor para o negócio. Neste período, será enfatizado o quanto a área fiscal pode contribuir com a margem de lucro da operação. Aproveitar ao máximo esta oportunidade a fim de trazer benefícios competitivos para o negócio só depende da busca pelo auxílio de soluções aptas para atender o alto volume da demanda fiscal e o vasto cenário de possibilidades tributárias na legislação brasileira.

Cibele Carvalho, especialista em gestão tributária para o varejo e diretora comercial na Taxweb, pioneira em Digital Tax para o Compliance Fiscal das empresas.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.